Sexta-feira, 17 de Abril de 2015
A preto e branco.

ala arriba fe pvz APastor1953

Há dias tive a agradável surpresa de descobrir algum do espólio fotográfico de Artur Pastor na internet. Já conhecia algum do seu trabalho de fotografia junto das comunidades piscatórias portuguesas de há mais de 60 anos atrás, mas não sabia que tinha chegado à Póvoa de Varzim. As imagens são da maior beleza e enquadramento, tesouros do passado das gentes do mar poveiras. Aqui, é possível ver o sargaço a secar, sargaço esse que também se recolhia precisamente aqui na praia do peixe. Além disso lá estão as últimas 4 lanchas do alto, a mais visível a “Ala Arriba”. Foto de Artur Pastor, 1953.



publicado por cachinare às 22:25
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 9 de Abril de 2015
Aquele Portugal.

 

Sorrisos da Nazaré de antigamente.



publicado por cachinare às 22:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 8 de Abril de 2015
Arte marítima.

 

Movimento no porto de Nova Iorque.

 

“New York Harbor” - Edward Moran



publicado por cachinare às 20:05
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 6 de Abril de 2015
A preto e branco.

 

A Benção dos Bacalhoeiros a 24 de Abril de 1938, com um rebocador cheio de jovens em saudação.



publicado por cachinare às 20:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Terça-feira, 31 de Março de 2015
Navio Gil Eannes reabre com nova valência, o Centro de Mar.

gil eannes 2011 viana castelo

«Já foi hospital e centro de detenção de pescadores em alto mar. Esteve para ser transformado em sucata, foi reabilitado, reabriu como museu e pousada da juventude. E, agora, após nova intervenção, o Gil Eannes ganhou uma nova valência, o Centro de Interpretação Ambiental e de Documentação do Mar que é inagurada este domingo (16-11-2014), em que se celebra o Dia Nacional do Mar.

A abertura do Centro de Mar decorre depois de ter sido reabilitado e reconvertido um espaço do antigo navio-hospital Gil Eannes, construído nos Estaleiros Navais desta cidade, na década de 50 do século passado, para ali abrir a “porta de entrada” do Centro de Mar de Viana do Castelo. Uma empreitada orçada em mais de 550 mil euros, financiados pelo programa operacional regional,  ON.2 – O Novo Norte, e que implicou um conjunto de adaptações do navio para as novas funções complementares às que vinha assegurando enquanto museu mais dedicado ao seu histórico papel na pesca do bacalhau. 

gil eannes doca seca 2

Com as novas componentes – áreas para serviços do Centro de Mar, Centro Interpretativo Ambiental, que inclui um percurso museológico e interpretativo sobre a cultura marítima de Viana do Castelo, e Centro de Documentação Marítima – o Gil Eannes passa a estar dotado de equipamentos multimédia, um mini-auditório, a possibilidade de acesso a consultas de documentos, áreas de apoio ao empreendedorismo e economia náutica e diversas experiências audiovisuais interativas, explica em comunicado a Câmara de Viana do Castelo. Que pretende, com as actividades a realizar no navio, consolidar localmente uma Rede de Cultura e Vivência Marítimas.

A inauguração inclui um concerto da Banda da Armada e uma homenagem a Ernâni Lopes, considerado o grande mentor deste projecto. “O Professor Ernâni Lopes foi um dos mais conceituados economistas da sua geração que defendeu a aposta no 'hypercluster do mar',  tendo o projecto do 'Centro de Mar' implementado pelo município de Viana do Castelo,  tido o seu apoio e a convicção que a economia do mar e o turismo são vetores essenciais para o desenvolvimento económico da região e do país”, recorda a autarquia.

gil eannes 1959

Há alguns anos que Viana do Castelo vem apontando o mar como uma oposta para o desenvolvimento local. E o “Centro de Mar”, assinala a autarquia liderada pelo socialista José Maria Costa, integra-se, “como projecto âncora no Cluster do Conhecimento e da Economia do Mar”, que inclui outros equipamentos de apoio  à náutica de recreio e aos desportos náuticos. Não por acaso, a primeira exposição desta nova vida do Gil Eannes chama-se, precisamente, “Um Mar de Oportunidades”, e explora algumas das áreas mais marcantes da relação de Viana do Castelo com o Atlântico.»

Por ABEL COENTRÃO in PUBLICO

Fotos em doca seca – Diamantino Rego



publicado por cachinare às 22:11
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sexta-feira, 27 de Março de 2015
Aquele Portugal.

 

Motoras dos anos 60 em Olhão, Algarve, várias delas pintadas de forma característica por todo o Algarve, com grandes iniciais à proa.



publicado por cachinare às 19:13
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quinta-feira, 26 de Março de 2015
Arte marítima.

 

O deslumbre de uma aurora boreal reflectida no mar.

 

“Aurora Borealis” - Frederic Edwin Church



publicado por cachinare às 21:16
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 24 de Março de 2015
A preto e branco.

 

Pescadores de Sesimbra junto das suas bonitas barcas, ao que parece com enormes cabaças nas mãos, possivelmente para as usar como flutuadores nas artes de pesca. A barca “Severa” certamente retirou o nome do filme A Severa, de 1930, um filme de José Leitão de Barros, o primeiro filme sonoro produzido em Portugal e realizado por um português.



publicado por cachinare às 21:56
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Domingo, 22 de Março de 2015
Aquele Portugal.

 

 

 

Tipos de embarcações da Nazaré, tipos perfeitamente extintos destas areias e praticamente das mentes dos nazarenos.



publicado por cachinare às 21:57
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 20 de Março de 2015
Arte marítima.

 

A aldeia de Christmas Cove situa-se na vila de South Bristol, Condado de Lincoln, Maine, Estados Unidos da América. Sendo uma área dedicada à pesca e ao lazer, a sua população em 2010 era de 892 pessoas.

 

“Christmas Cove” - Fitz Hugh Lane



publicado por cachinare às 19:18
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 18 de Março de 2015
A preto e branco.

 

O lugre-patacho francês “Côte d´Emeraude”, do porto de St. Malo, parte para a Terranova. Um dos bacalhoeiros mais conhecidos do seu tempo.



publicado por cachinare às 21:35
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 16 de Março de 2015
O navio-hospital "Gil Eannes" na Terra Nova, em 1928.

«No século XX existiram duas embarcações de bandeira portuguesa com a designação de “Gil Eannes” e a função de navio-hospital, ambas tendo prestado apoio às atividades de pesca do bacalhau, nas águas da Terra Nova, no Grande Banco e na Gronelândia. A sua função justificava-se uma vez que as embarcações pesqueiras portuguesas encontravam-se rotineiramente isoladas por vários meses naquelas águas. O primeiro navio a receber este nome foi o “Lahneck”, um navio do Império Alemão aprendido na sequência da entrada de Portugal na Primeira Guerra Mundial (1916), então transformado em cruzador auxiliar da Marinha Portuguesa. Posteriormente, em 1927 zarpou pela primeira vez para a Terra Nova, após ter sido adaptado para navio hospital em estaleiros nos Países Baixos.»

in Wikipédia

Este filme mostra pois o primeiro “Gil Eannes” no seu segundo ano de apoio à frota bacalhoeira portuguesa. Um documento de enorme valor, na história das pescas de Portugal.



publicado por cachinare às 21:22
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 12 de Março de 2015
Aquele Portugal

 

Várias embarcações nos anos 60 na foz do Arade, Portimão, todas elas já a motor, mas onde é possível  ver em primeiro plano uma das de transição, com casco em ogiva e consequente cadaste na ré, onde de montava o leme de cana. Relíquias da construção naval Portuguesa.



publicado por cachinare às 19:00
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 11 de Março de 2015
Arte marítima.

 

Um retrato de 1898 de uma das principais docas da ilha de Nantucket, 50 km a Sul de Cape Cod, Massachusetts, nos Estados Unidos. Uma ilha ligada à caça à baleia desde o séc. XVII e onde afluiam embarcações dos mais diversos tipos, desde os ligados ao comércio, ao transporte de passageiros ou ao lazer, como os belos "catboats" brancos à esquerda. Dois dos personagens da obra de Herman Melville “Moby Dick”, são originários de Nantucket, Ahab e Starbuck.

 

“Steamboat Wharf, Nantucket” - Dusan Kadlec



publicado por cachinare às 22:30
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 10 de Março de 2015
A preto e branco.

 

O lugre-patacho francês “Littoral”, do porto de Fécamp, parte para a Terranova.



publicado por cachinare às 22:57
link do post | comentar | favorito

Sábado, 7 de Março de 2015
Aquele Portugal.

 

Max-Pol Fouchet, nascido em 1913 em Saint-Vaast-la-Hougue, Baixa Normandia, França, foi o autor deste album de fotos publicado em 1959 pela Argentic, intitulando-se “Portugal das Velas”. A capa mostra-nos a serenidade do rio tejo, com um varino em primeiro plano, um bote e outro varino ao longe.



publicado por cachinare às 21:05
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Beleza de foto ,quem ainda está vivo para recordar...
3 vezes sete = 21 saiasNo Sítio da Nazaré,Segundo ...
Legendando talvez um pouco mais, teremos ao fundo ...
O GIL EANES Navio Hospital e mais que em outros te...
Há várias fotografias dos tempos que já lá vão (qu...
Éram tempos das traineiras com rede de cerco ,,na ...
Sem poder afirmar convictamente, penso que nesta z...
Enrolando as latas ,neste caso ,enrolando as cabaç...
Com um mínimo de imaginação, quem vê este navio, v...
Bom dia ,como em toda costa ,só ficaram fotografia...

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos
Sondagem
Apoia o fim das Caxinas como .Lugar. ?
Não.
Sim, para Freguesia.
Sim, para Vila.
Sem opinião.
View Result
Free Poll
texas holdem
Caxinas ainda é .Lugar. porquê?
Não tem estatuto para mais.
Vila do Conde não o quer.
A população não está informada.
View Result
Free Poll
texas holdem