Quarta-feira, 11 de Fevereiro de 2009
"A Companha do João da Murtosa".
“Nesse ano o carapau não deu à costa. João da Murtosa falava do destino, do dinheiro e de gozar a vida. Eles atiravam-se às ondas nos seus barcos de meia-lua e brincavam, às vezes parecia um circo na praia. Era a história de um grupo que o mar unia. Eram vidas que tinham dado muitas voltas. E foi o último ano em que trabalharam com duas juntas de bois. A arte xávega foi a grande faina dos areais da costa centro e norte de Portugal. No fim do século XIX havia mais de sete mil homens e mulheres a trabalhar nesta pesca. Depois estas empresas foram a falência. Então, passados uns anos, homens como João da Murtosa mandaram fazer barcos menores e voltaram a tentar.......”
 
Esta é a nota introdutória a este filme documentário realizado por Paulo Nuno Lopes e Helena Lopes sobre a arte xávega. É um filme já com cerca de 10 anos e tem sido exibido em vários festivais e países, tendo ganhado o prémio para a “Melhor Primeira Obra dos Encontros Internacionais de Cinema Documental-Malaposta", 1998. Ainda não descobri ponto algum onde estará à venda e provavelmente “nem estará” à venda, mas espero que me engane, pois pretendo juntá-lo à colecção.
Este tipo de documentos é bastante apreciado especialmente nas comunidades piscatórias e estando muita da pesca tradicional em vias de extinção em Portugal, um filme deste tipo não tem preço. Quantos não gostariam de ver as naus a serem construídas no séc XV, ou um documentário a bordo de uma caravela que descobre os Açores ou a Madeira. E a chegada das naus de Vasco da Gama a atracar triunfantes em Lisboa com a rota da Índia recém descoberta em filmeou fotos? Como alguns me dizem, que pena que as máquinas fotográficas e de vídeo não existiam há mais tempo.
Ora hoje em dia temos esses meios e há que documentar o mais possível. Infelizmente muito poucos se apercebem que algumas tradições e modos de vida desaparecem rapidamente e muitas vezes é tarde demais. Lembro-me da grande epopeia da pesca do bacalhau à qual ainda pouco se dá importância hoje em dia. Tivemos a sorte das máquinas fotográficas e de filmar terem surgido no seu apogeu e por isso hoje existem centenas de fotos da nossa frota, pescadores e modos de pesca do bacalhau. Filmes também são alguns. Mesmo que este pedaço da história não diga muito aos de hoje, dirá por certo aos futuros e documentação existe imensa para que regalem os sentidos sobre estes Portugueses “d´outro tempo”.
Não há pois tempo a perder e o que parece não ter interesse hoje... amanhã será considerado um tesouro.


publicado por cachinare às 08:22
link do post | comentar | favorito

7 comentários:
De Anónimo a 11 de Fevereiro de 2009 às 10:29
Caro António Fangueiro, eu já vi o filme e sei quem o tem. Vou saber da possibilidade de fazer uma cópia. Logo que saiba, dou novidades.
Cumprimentos,
Marco Marques


De cachinare a 12 de Fevereiro de 2009 às 18:55
Caro Marco Marques,

Agradeço-lhe imenso a atenção, pois estou certo que é um filme único para quem é fascinado pelo mar.
Aguardarei o seu contacto.

Atentamente,
António Fangueiro


De Joao Portugal a 19 de Março de 2009 às 15:45
Boas, era so para dizer que este filme é simplesmente fantastico para que aprecia este tipo de arte, pois tambem fiz parte dele na altura. Vejam este filme pois foi muito bem feito. Obrigado.


De JAnjos a 20 de Setembro de 2010 às 12:35
Caros,

Gostaria de saber se chegaram a ter acesso ao filme, ou se alguém sabe onde poderei comprar..
Tenho muita curiosidade em vê-lo.

obrigado
José Anjos


De Paulo Delgado a 4 de Novembro de 2010 às 13:45
Caro Antonio Fangueiro
Tenho o video "A companha do Joao da Murtosa"
Para que lho possa enviar, solicito que me indique a direccao para onde pode o mesmo ser remetido. Reconheco que para os "apaixonados" pelo mar " e uma obra de culto.


De cachinare a 4 de Novembro de 2010 às 18:35
Caro Paulo Delgado,

Agradeço imenso a disponibilidade sobre este vídeo. Na verdade não percebi se tem estado em contacto com o J. Anjos, que também comentou a seguir a si.
Por favor confirme e pedia-lhe que me respondesse para o meu email cachinare@sapo.pt
Responderei depois ao seu contacto de email.

Cumprimentos,
António Fangueiro


De JAnjos a 4 de Novembro de 2010 às 15:33
Agradecemos muito a vossa atenção.
De facto o interesse nesta pequena pérola é bastante grande.

Assim, agradecemos o envio do referido vídeo ao meu cuidado para:

Grupo de Acção Costeira
Região de Aveiro
Comunidade Intermunicipal
Rua do Carmo, nº 20, 1º - Apart . 589
3800-127 Aveiro, Portugal

Caso vos seja preferível, pode enviar à cobrança.
Ainda, aproveito para perguntar se conhecem algum espaço onde possa saber mais sobre os filmes/documentários produzidos no âmbito desta temática.

Cumprimentos
José Anjos


Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Esta bela foto retrata bem o que eram os tempos an...
Mais de um ano depois, volto aqui (ao blog), e li ...
é de facto interessante, mas .... o que caracteriz...
Conforme já referi algures, no próximo Sábado, 23 ...
Na verdade, típico é os nossos vizinhos da Póvoa ...
Belo quadro pintado ,dois botes um a vela e outro ...
Outros tempos ,diria mesmo meus tempos de rapaz ,o...
Pois ,nesse estado bem bebido até a sua sombra ele...
Ver está foto, salta-me muitas saudades de ouvir m...
Pescador da Nazaré ,homem do antigamente ,com traj...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos