Quinta-feira, 21 de Maio de 2009
CCC – Celebração da Cultura Costeira.

 

«O Projecto Celebração da Cultura Costeira (CCC) é um projecto co-financiado pelo programa EEA - Grants (Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu) da Noruega. Apresentado a 10 de Maio de 2006 a esta instância, pelo Núcleo Cultural da Mútua dos Pescadores - Mútua de Seguros, C.R.L, seria aprovado a 2 de Fevereiro de 2007 pela Unidade Nacional Gestora do Mecanismo, de entre 159 candidaturas a financiamento, passando a integrar o reduzido grupo de 19 projectos aprovados. O programa de financiamento está previsto para 3 anos - 2007-2010.
É um projecto que visa a formação de recursos humanos e a criação de um banco de dados com a herança cultural marítimo-fluvial portuguesa como factor de coesão e de desenvolvimento regional e local.
Como metodologia de organização aposta numa parceira nacional, polinucleada no território, e internacional, bem como numa equipa de técnicos e de investigadores da área do património marítimo-fluvial e das comunidades ribeirinhas. Como metodologia de trabalho assenta no princípio de que cada elemento deve dar ao projecto o seu saber e as suas ferramentas de trabalho específicas, no sentido de promover uma visão integrada (que contemple as várias dimensões) do património marítimo-fluvial e das comunidades ribeirinhas. Finalmente todo o projecto assenta numa filosofia de aprendizagem e de partilha de experiências em contexto de práticas de trabalho exercidas no território.
 
A coordenação científica é assegurada por uma equipa multidisciplinar - das áreas da Museologia e do Património, da Antropologia e da Geografia.
Ao longo do projecto serão criados grupos de inventariantes locais nos territórios de cada Parceiro, formado por membros das comunidades.
Integra ainda esta parceria uma associação transversal a todos os domínios da vida marítimo-fluvial, a Estrela do Mar - Rede Portuguesa de Mulheres da Pesca/AKTEA Portugal, que tem como entidade de acolhimento a Mútua dos Pescadores, que traz ao projecto a problemática do género nas comunidades piscatórias e terá um papel importante na formação e recrutamento de inventariantes locais.
 
A parceria acredita que esta experiência, a diversos níveis pioneira e inovadora em Portugal, poderá ter efeitos muito importantes para a coesão e identidade das comunidades ribeirinhas, com reflexos aos níveis sócio-económico e ambiental e contribuindo para cimentar uma estratégia de desenvolvimento nacional assente numa visão integrada do sector marítimo.
Concebemo-lo numa dupla perspectiva. Por um lado, colocamos em relação vários saberes científicos. Por outro lado, valorizámos uma filosofia de participação de outros parceiros, de perfis diversos, que é recomendada pelas ciências humanas para as circunstâncias em que se quer celebrar um saber ancestral e, ao mesmo tempo, preparar os seus actores sociais para os desafios colocados por uma sociedade orientada por novos valores ecológicos e novos enquadramentos tecnológicos.
Propomos uma acção conjugada de inventariação e formação. Inventariar um património disperso e mal conhecido, apresentando-o por intermédio de uma banco de dados, contendo informação centralizada, sistematizada, permanentemente actualizável e de livre acesso. E formar agentes locais capazes de colaborar com organismos e instituições nacionais e regionais.
Temos em vista promover a cultura marítima nas vertentes mais sensíveis ao desenvolvimento sustentável, através das seguintes realizações principais:
- Identificar o património marítimo-fluvial já inventariado. Inventariar novos espólios. Identificar clusters de objectos para inventariação em formação. Disponibilizar o trabalho efectuado às instituições e às comunidades.
- Disponibilizar on line o banco de dados construído com referência espacial, bem como uma carta etno-linguística e um glossário de termos mais comuns nas comunidades
- Publicar um Manual do Inventariante Local do património marítimo-fluvial e formar uma equipa de inventariantes nacionais e locais, a partir da experiência no terreno.»
 
in site oficial Mútua dos Pescadores.
foto de bawawa - Olhão


publicado por cachinare às 09:32
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De Anónimo a 21 de Maio de 2009 às 16:41
No âmbito da Celebração da Cultura Costeira, a funcionar nos moldes acima descritos, em Vila do Conde já foram entrevistados vários artífices como,
Carpinteiros Navais, Calafates, Pintores, Conserveiros,
Sargaceiras, Barqueiros, Pescadores Bacalhoeiros, etc.
Igualmente, o Museu Marítimo de Ílhavo, que também é parceiro no Projecto acima referido (CCC), tem enviado a Vila do Conde uma credenciada equipa de antropólogos, fazer entrevistas filmadas, a fim de preservar a memória dos nossos velhos Lobos do Mar, que outrora tanto mourejaram na Pesca do Bacalhau.
Cumprimentos, e parabéns pela transcrição de mais
este belo trabalho da Mútua dos Pescadores.

Albino Gomes


De jaime pontes a 24 de Maio de 2009 às 22:37
Desconheçia este acordo «O PROJECTO CELEBRAÇÃO DA CULTURA COSTEIRA »só ém ler isto já fiquei satisfeito ,mas espéro bém que se ponha ém pratica ,para bém da nossa cultura e salvarguarda da nossa zona costeira e não só ?
Preservar a cultura é um bém adequerido que todos nós devemos apoiar más tudo que diga respeito as culturas ém geral ,por isso muito apoiado e Bem Haja ... meus comprientos .Jaime Pontes.


Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Outros tempos ,diria mesmo meus tempos de rapaz ,o...
Pois ,nesse estado bem bebido até a sua sombra ele...
Ver está foto, salta-me muitas saudades de ouvir m...
Pescador da Nazaré ,homem do antigamente ,com traj...
Uma das formidáveis pinturas de Almada Negreiros, ...
sou de Nazare gostava de saber o meu estorial de 1...
....................COMEMORAÇÕES DO DIA DA MARINHA...
Esta réplica do Vila do Conde, participou em vário...
Pois é exactamente tal como acima se diz.Depois de...
Boa tarde , com respeito a foto aqui presente eu j...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos