Segunda-feira, 15 de Junho de 2009
Arte marítima.

 

 
Evening Gold - The ´Dreadnought´  -  Montague Dawson
 
Num belo e majestoso trabalho artístico, esta é a quente e luminosa narrativa do clipper de classe média “Dreadnought”, celebrando a velocidade e impressionantes viagens dos navios mercantes transatlânticos do séc. XIX. Com a ondulação colorida pela luz do Sol sob o navio, o vento enche-lhe a velamenta pujante. Com o seu emblema da Cruz Vermelha orgulhosamente exibido, o “Dreadnought” provou ser tão veloz que os seus armadores publicitavam que um carregamento que não chegasse na data prevista, seria pago de volta aos proprietários.
Este navio foi construído em 1853 por Currier & Townsend de Newburyport, Massachusetts. Este clipper ficou conhecido como “O Barco Indomado do Atlântico” e fazia travessias até Liverpool em Inglaterra no prazo de 11 a 13 dias, uma delas em 9 dias e 17 horas. Enquanto que os Mckay´s de Boston reclamavam construír os navios “mais rápidos do mundo”, Newburyport orgulhava-se dos seus imbatíveis clippers médios e seus recordes.


publicado por cachinare às 08:04
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De jaime pontes a 15 de Junho de 2009 às 13:30
Que beleza de retrato ,Navio construido a 156 anos o campeão dos veleiros do tempo '? Pois os nossos bacalhoeiros lugres construidos também a partir mais e menos nessas éras também com ventos favoraveis éram capáz de não ficar atráz ém velocidade até porque tinham uma vantagém, usava-mos na altura as velas latinas e os redondos ,que com ventos de lado dava para puxar para balrrabento, o que este cliper não podia fazer porque as velas não o permitiam mas está bém retratado e é singular ver um destes navios mesmo ém retrato navegar pareçe que estou a ver uma das viagéns no LUGRE MOTOR AVIZ com ventos de correr a popa desde a ponta norte da Groenlandia lá da ilha do disco até o Porto de Leixões ém 12 dias que viagém diziam os mais velhos que nunca viram igual sempre ventos favoraveis até a chegada sempre ventos de norueste que saudades a minha primeira viagém ao bacalhau ém 1963 !!! comprimentos Jaime Pião


Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Mais de um ano depois, volto aqui (ao blog), e li ...
é de facto interessante, mas .... o que caracteriz...
Conforme já referi algures, no próximo Sábado, 23 ...
Na verdade, típico é os nossos vizinhos da Póvoa ...
Belo quadro pintado ,dois botes um a vela e outro ...
Outros tempos ,diria mesmo meus tempos de rapaz ,o...
Pois ,nesse estado bem bebido até a sua sombra ele...
Ver está foto, salta-me muitas saudades de ouvir m...
Pescador da Nazaré ,homem do antigamente ,com traj...
Uma das formidáveis pinturas de Almada Negreiros, ...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos