Sábado, 11 de Julho de 2009
“Novos Contos Poveiros”.

«Hoje 11 de Julho, Luís Costa está na Póvoa de Varzim para o lançamento da sua mais recente obra "Novos Contos Poveiros", uma edição que surge na linha de "Contos Poveiros", publicados em 2006. O livro será apresentado por Fernando Pinheiro, às 17h30, no Diana Bar.

 
Marcado na sua infância e juventude pela mítica e antiquíssima Póvoa de Varzim, Luís Costa levou para Braga, onde se radicou durante a época de quarenta, muita da memória colectiva poveira, que agora molda em formato literário, contribuindo desta forma para a afirmação da identidade sui generis da grande praia e do grande porto piscatório do Norte de Portugal.
No seguimento dos anteriores, os Novos Contos Poveiros assumem um valor sociológico e antropológico particular, tendo em conta a evocação de episódios, figuras, lugares, práticas, usos e costumes que o tempo transformou em lendas, em mitos e em património imaterial que a autarquia poveira tem vindo a salvaguardar de modo exemplar.
Luís Costa é natural de Coimbra, onde nasceu em 24 de Agosto de 1921. Com cinco anos veio para a Póvoa, onde viveu até à entrada na vida militar, em 1942. No período da Segunda Guerra Mundial prestou serviço militar como sargento miliciano, no Porto, e depois como expedicionário em Cabo Verde. Concluído o serviço militar, em 1946, tentou o regresso à Póvoa mas, como ele próprio explica, a dificuldade em arranjar trabalho fez com que aceitasse uma proposta de um familiar e se mudasse para Braga, onde viria a casar e a viver até hoje. Começou então a colaborar com jornais como o “Correio do Minho”, “Diário do Minho”, Comércio da Póvoa”, “O Cavado” e com as rádios Renascença e Antena Minho. Escreveu centenas de artigos sobre Braga, apresentou comunicações em colóquios sobre várias tradições etnográficas da Póvoa e Esposende e assinou artigos no Boletim Cultural da Póvoa de Varzim.
Publicou vários livros na área da História, como S. Vítor, alguns elementos para a História desta Igreja (1979), Braga Ontem (1981), História da Igreja e Irmandade de Sta. Cruz (1983) ou Braga, solenidades da Semana Santa (2002), duas monografias sobre freguesias do concelho de Braga e, no campo da ficção, Contos Poveiros e outros artigos, e Novos Contos Poveiros que agora se publica.»
 
adaptado de - Câmara Municipal da Póvoa de Varzim.


publicado por cachinare às 08:33
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Mas que beleza de foto ou pintura que retrata bem ...
Aproveitando a ocasião, sugiro a todos, pescadores...
Na verdade, tal como diz o Jaime Pontes, esta pose...
Claro que como demonstração tá tal e qual mas ,não...
Tal como se fosse um «filho pródigo», 7 meses depo...
é com orgulho e admiração que leio e recordo este ...
Esta bela foto retrata bem o que eram os tempos an...
Mais de um ano depois, volto aqui (ao blog), e li ...
é de facto interessante, mas .... o que caracteriz...
Conforme já referi algures, no próximo Sábado, 23 ...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos