Segunda-feira, 20 de Julho de 2009
A preto e branco.

 

Há dias recebi esta magnífica surpresa do amigo José Cunha, de Vila Conde, pessoa que sempre admirou as Caxinas e as gentes que desenvolveram aquelas antigas dunas e ermos. Segundo palavras suas, essas gentes das Caxinas... “rudes, corajosas, sem grande instrução, mas Homens em toda a sua plenitude”, revelam o amante que é da comunidade.
A foto retrata a hoje turística praia das “Cachinas”, cliché dos muitos tesouros da autoria de J.Adriano, que certamente andam guardados dentro de gavetas, ainda à espera de ver a luz do dia. Mostra-nos as Caxinas por alturas de 1910-1920, ao que parece ainda antes de existir o padrão, hoje bem característico da comunidade, em cima dos rochedos que ficam submersos na maré-cheia e se vêem na foto.
Todos os barcos que povoavam este areal eram da tipologia poveira e revela que afinal, nem só os barcos de menor porte varavam nas Caxinas (devido aos baixios e penedia). Vê-se claramente o que será uma lancha, diria pequena, na casa dos 11 metros de comprimento, com cerca de 5 bancos e tosta de proa bem ampla. Pela sua esquerda eventualmente um batel, ao que parece de nome “S. Donato”. Catraias grandes, pequenas e caícos perfazem depois a maior parte dos restantes barcos.
Certamente que o amigo e frequente comentador Jaime Pião nos poderá revelar muitos mais detalhes sobre estas Caxinas e sobre estes barcos, e sobre uma figura que veio referenciada com a foto, o Sr. Eduardo Pereira Pinto, alguém muito admirado pelo povo caxineiro.
Obrigado José, por mais esta janela para o passado das “nossas” Caxinas.


publicado por cachinare às 08:24
link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De jaime pião a 20 de Julho de 2009 às 15:16
Boa tarde amigo António ,que grande prazer comentar algo que diz respeito ao nosso burgo Caxinas , mas esta foto não está completa falta muito de praia e de barcos ,talvez porque foi tirada numa altura em que estariam muitos barcos no mar na pesca e pelo menos nos anos 40 até 60 haviam muitos mais barcos na praia denominada praia dos barcos das Caxinas ,mas mesmo assim ,bela foto tirada de sul para norte que tem como pano de fundo o viveiro penedos que assim se denominam ,e os barcos que normalmente estavam activos porque os que não andavam ao mar de momento eram varados mais acima ,enfim belos tempos de miúdo em que me deliciava na companhia de outros do meu tempo ,em que no verão os rapazes faziam dos mastros e dos paus de varar os ensinamentos para nadar e no fim ficavam ao vai e vem das marés na praia eram belos tempos esses da ameninada .
Com respeito aos barcos maiores ,eu me lembro que eram medidos por palmos de quilha ,que ia de 10 a 20 palmos de quilha aqui nas Caxinas ,por exemplo a nossa catraia era 18 palmos de quilha ,mas não era a maior como digo tínhamos de 20 ou mais !
Mas por exemplo hoje temos em exposição na praia em ponto grande fotos do fotografo ADRIANO da antiga praia de Caxinas mais completas com mais de de 100 barcos visíveis na praia linda foto esta tirada de norte para sul e com fotos dos meus avós fangueiro e outros belas fotos doutros tempos que dá gosto recordar ,temos argumentos em fotos para fazer como na Povoa um álbum na praia numa parede em azulejo que serve para mais tarde recordar ,mas sou eu dizer porque tudo que vem de Vila do Conde é a conta gotas e quem sou eu para dizer que isto ou aquilo é que é ,os engenheiros é que sabem??? Comprimentos do amigo Jaime Pião


De José Cunha a 20 de Julho de 2009 às 16:15
Que sorte, António, ter alguém como o Sr.Jaime a comentar as suas fotos. Até as "a preto e branco", parecem ganhar cor.
Logo que possível, tratarei de ir ás Caxinas, descobrir essas fotos.


De jaime pião a 21 de Julho de 2009 às 01:21
Boa noite amigo Cunha e boa noite ao amigo Albino e ao amigo Fangueiro e todos que se lembrem de vir aqui espreitar este blogs porque não tenho dúvidas que é na minha óptica um dos melhores !
Agora no que diz respeito a comentar no blogs do António ,pois que os comentos são derivados aos excelentes escritos que o nosso amigo António faz onde eu aproveito para comentar ...Jaime pião


De Anónimo a 21 de Julho de 2009 às 12:53
"O meu pai, Joaquim Adriano, que nos primórdios da fotografia em Portugal, pintava quadros a oleo,foi convidado por um compadre, para juntamente com meu tio João, frequentar um curso de fotografia na cidade do Porto.
Feito o curso e passado pouco tempo, estabeleceu-se na Rua de S. Bento (frente ao Sr. dos Passos), com a primeira casa de fotografia desta terra.
Posteriormente, meu pai estabeleceu-se nesta casa da Rua da Misericordia com a Fotografia Progresso, nome este que julgo devido ao facto de ser simpatizante do então Partido Progressista.
Mais tarde, a casa chamar-se-ia Fotografia da Casa Real, por alvará régio, concedido pelo Rei D. Carlos I.
Depois, com o advento da República, mudaria para Fotografia Popular, e mais tarde para Foto Adriano, designação que se mantém até aos dias de hoje".
- (Excerto de uma entrevista a Carlos Adriano, filho do
referido Joaquim Adriano, publicada em 14/3/1991, no Informação Vilacondense).

A família Adriano, num total de 6 fotografos, com destaque para Joaquim e seu filho Carlos, foi quem mais, e ainda melhor, retratou Vila do Conde e as suas gentes.

Algures, no Sindicato dos Pescadores de Vila do Conde, ainda existirá um belíssimo quadro a oleo,
retratando um Pescador Caxineiro e seu barco, pintado por M. Adriano (antes das fotografias), que urge restaurar...e preservar.

Cumprimentos,
Al bino


Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Esta bela foto retrata bem o que eram os tempos an...
Mais de um ano depois, volto aqui (ao blog), e li ...
é de facto interessante, mas .... o que caracteriz...
Conforme já referi algures, no próximo Sábado, 23 ...
Na verdade, típico é os nossos vizinhos da Póvoa ...
Belo quadro pintado ,dois botes um a vela e outro ...
Outros tempos ,diria mesmo meus tempos de rapaz ,o...
Pois ,nesse estado bem bebido até a sua sombra ele...
Ver está foto, salta-me muitas saudades de ouvir m...
Pescador da Nazaré ,homem do antigamente ,com traj...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos