Quarta-feira, 22 de Julho de 2009
Trazidas por uma Nuvem?

Há um par de dias, num comentário a uma antiga e bela foto da praia das Caxinas, o amigo Jaime Pião escrevia: “... por exemplo hoje temos em exposição na praia em ponto grande fotos do fotógrafo ADRIANO da antiga praia de Caxinas, mais completas, com mais de 100 barcos visíveis na praia. Linda foto esta tirada de norte para sul e com fotos dos meus avós Fangueiro e outras belas fotos doutros tempos que dá gosto recordar. Temos argumentos em fotos para fazer como na Póvoa, um álbum na praia numa parede em azulejo que serve para mais tarde recordar.”

Foi o que bastou para perceber que “algo de novo” estava nas Caxinas exposto, relacionado com o passado piscatório da comunidade. Graças à dica do Jaime e à missão impossível do amigo José Cunha - que ainda antes do Sol se pôr, foi numa fugida por entre centenas de turistas e carros em debandada no fim de um dia de praia, ao local da “exposição” tirar umas fotos - posso hoje escrever e mostrar um par delas.
A única referência que encontrei do possível autor deste trabalho foi num artigo do jornal Voz da Póvoa, de 12.02.2009, sobre a Associação Nuvem Voadora, de Vila do Conde. Refere a mesma pelas palavras de Pedro Correia e Margarida Ribeiro, dois dos fundadores, que durante a Queima do Judas de 2009, nas Caxinas “Pretendemos homenagear o povo caxineiro, o pescador. Não se trata de nenhuma recriação histórica. É um espectáculo inspirado nas tradições e costumes locais. - Vamos também fazer duas exposições de fotografia: um trabalho que ando a desenvolver sobre Caxinas. O outro trabalho é do Cesário Alves, que pega em imagens do Adriano. Imagens do Arquivo Municipal de Fotografia de Vila do Conde.”
A confirmar-se, os caxineiros só têm a agradecer o enorme acto desta associação (Cesário Alves), pois colocaram no melhor local possível, imagens icónicas daquele preciso local e gente de há décadas. É neste ponto junto ao areal, que os pescadores, especialmente os mais antigos, se reúnem para passar o tempo a discutir a vida do mar (e do futebol) ou a jogar. Muito têm eles para nos contar, basta haver interessados.
A meu ver, este é o melhor monumento jamais eregido aos pescadores das Caxinas, pois “dentro da caixa” forrada com estas imagens, estão os homens que as viveram e ainda nos podem falar sobre isso. É um autêntico monumento vivo e falante, sem par a nível nacional, que eu saiba.
Espero que estas imagens sejam permanentes naquele local, pois são o melhor slogan à memória e ao turismo. Mas vejo-o como parte de algo maior, de muito mais a fazer dentro da tradição de uma comunidade piscatória. Os pescadores são grandes contadores de histórias e são os personagens dessas histórias que temos de ressuscitar, personagens de madeira que enchiam o areal e dentro dos quais os pescadores escreviam as suas histórias. Sem eles, não teríamos hoje estas fotos.
 
Sobre o autor destas fotos antigas, trago para a página frontal, o comentário de ontem do amigo Albino Gomes:
«“O meu pai, Joaquim Adriano, que nos primórdios da fotografia em Portugal, pintava quadros a óleo, foi convidado por um compadre, para juntamente com meu tio João, frequentar um curso de fotografia na cidade do Porto. Feito o curso e passado pouco tempo, estabeleceu-se na Rua de S. Bento (frente ao Sr. dos Passos), com a primeira casa de fotografia desta terra. Posteriormente, meu pai estabeleceu-se nesta casa da Rua da Misericórdia com a Fotografia Progresso, nome este que julgo devido ao facto de ser simpatizante do então Partido Progressista. Mais tarde, a casa chamar-se-ia Fotografia da Casa Real, por alvará régio, concedido pelo Rei D. Carlos I. Depois, com o advento da República, mudaria para Fotografia Popular, e mais tarde para Foto Adriano, designação que se mantém até aos dias de hoje”. - (Excerto de uma entrevista a Carlos Adriano, filho do referido Joaquim Adriano, publicada em 14/3/1991, no Informação Vilacondense).
A família Adriano, num total de 6 fotógrafos, com destaque para Joaquim e seu filho Carlos, foi quem mais, e ainda melhor, retratou Vila do Conde e as suas gentes. Algures, no Sindicato dos Pescadores de Vila do Conde, ainda existirá um belíssimo quadro a óleo, retratando um Pescador Caxineiro e seu barco, pintado por M. Adriano (antes das fotografias), que urge restaurar...e preservar
 
Quem vai pegar neste quadro e trazê-lo à luz do dia... ?
 
Mais uma vez, agradecimentos aos amigos Jaime, José Cunha e Albino.

tags:

publicado por cachinare às 08:20
link do post | comentar | favorito

6 comentários:
De José Cunha a 22 de Julho de 2009 às 15:42
Foi realmente uma belíssima ideia, terem colocado estas fotografias , precisamente neste local.
O tom esverdeado do vidro que as protege, presumo que seja realmente para as defender da intensa luz, e principalmente nesta altura do ano, que ali se faz sentir.
Gostaria de pedir ao Sr. Jaime, se faz o favor de nos dizer, por que anos estas fotos terão sido obtidas, pois tal, tem algum interesse quando "falamos" de fotografias.
Também gostaria de pedir ao Albino ( "Cereja", noutras paragens), se me faz o favor de me dizer quem terá sido esse M. ADRIANO de que fala quando se refere ao quadro a óleo que representa uma cena alusiva ao mar.
E, claro, parabéns ao António pelo trabalho desenvolvido, em prol da NOSSA TERRA.


De jaime pião a 22 de Julho de 2009 às 19:36
Boa tarde meus Senhores ,nunca é tarde para mostrar algo sobre a nossa representação ,com estas fotos gigantes se retrata um pouco da nossa história e de memórias vive o nosso povo ,mas muitas das nossas memórias já se diluiu no tempo e que alguém fez o favor de apagar !
Em nome de Caxinas vai o nosso agradecimento a quem se prontificou a expor essas belas fotos que retrata um pouco do mais antigo das Caxinas ,claro que não é tão antigo assim , mas sendo estas fotos dos anos 50 do século passado está muito bem.
Aos amigos do costume vai um abraço e um agrade cimento a todos pelo bom trabalho desenvolvido !


De caxineiro atento a 30 de Julho de 2009 às 12:51
Só tenho pena que o retrato dos meus bisavós tenha sido exposto a poucos meses das eleições, mas mais vale tarde do que nunca. Isto é muito pouco para mostrar toda a cultura Caxineira...


De Anónimo a 2 de Agosto de 2009 às 00:57
só?
muito boa ideia, mas muito pouco.
queremos um brasão. um museu, azulejos com representações das vivências marítimas, exposição de símbolos e personalidades, um representante realmente caxineiro e esclarecido...

perdoem os desabafos
Rui Maciel


De margarida ribeiro a 7 de Janeiro de 2010 às 12:01
há dias descobrimos esta vossa referencia á nuvem voadora e ao trabalho fotográfico desenvolvido no contexto da queima do judas, que no ano passado prestou uma merecida homenagem ao povo caxineiro. esta homenagem não teve qualquer intenção política, foi uma homenagem sentida a um povo que tanto admiramos e ao qual temos ligações afectivas muito fortes. obrigada. cumprimentos. margarida ribeiro http://nuvemvoadora.wordpress.com/2010/01/07/nuvem-voadora-caxinas-queima-do-judas/


De vicente pontes a 15 de Novembro de 2010 às 16:14
adorei o facto de ver os meus bisavos no "casino do velhos lobos do mar" :)


Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Pois ,nesse estado bem bebido até a sua sombra ele...
Ver está foto, salta-me muitas saudades de ouvir m...
Pescador da Nazaré ,homem do antigamente ,com traj...
Uma das formidáveis pinturas de Almada Negreiros, ...
sou de Nazare gostava de saber o meu estorial de 1...
....................COMEMORAÇÕES DO DIA DA MARINHA...
Esta réplica do Vila do Conde, participou em vário...
Pois é exactamente tal como acima se diz.Depois de...
Boa tarde , com respeito a foto aqui presente eu j...
Salvo melhor opinião, julgo que esta imagem do gra...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos