Segunda-feira, 27 de Julho de 2009
Portugal tem mais 22 novas Vilas e 5 Cidades.

«Portugal tem a partir de hoje mais 22 novas vilas e cinco cidades, situadas nos distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Leiria, Santarém, Lisboa, Évora e Faro.

No total foram aprovadas no Parlamento 27 alterações na classificação das cidades e vilas portuguesas.
Foram elevadas a cidade as localidades de Valença (Viana do Castelo), Senhora da Hora (Matosinhos), S. Pedro do Sul (sede do concelho), Samora Correia (Benavente) e Borba (Évora).
À categoria de vilas passaram as localidades de Castro Laboreiro (Melgaço) e Soajo (Arcos de Valdevez), ambas no distrito de Viana do Castelo, Arões de S. Romão (Fafe), no distrito de Braga, Lordelo, distrito de Vila Real, e Ancede (Baião), Guifões (Matosinhos), Vilarinho (Santo Tirso), Senhora Aparecida (Lousada) e Madalena (Vila nova de Gaia), todas no distrito do Porto.
No distrito de Aveiro passaram à categoria de vila as povoações de Soza (Vagos) e Valongo do Vouga (Águeda), enquanto o distrito de Coimbra viu subir a vila as localidades de S. Pedro, Marinha das Ondas, Lagos e Tarazede, todas no município da Figueira da Foz.
O Parlamento aprovou também a elevação a vila das povoações de Foz do Arelho e À-dos-Francos, ambas nas Caldas da Rainha, distrito de Leiria, e Olival (Ourém), distrito de Santarém.
Passaram ainda a vila as localidades de Prior Velho (Loures), Casal de Cambra (Sintra) e Montelavar (Sintra), no distrito de Lisboa, e Bensafrim (Lagos), distrito de Faro.
De acordo com a legislação, salvo "importantes razões de natureza histórica, cultural e arquitectónica", uma localidade pode ser elevada à categoria de cidade de tiver mais de oito mil eleitores e pelo menos metade dos seguintes equipamentos: instalações hospitalares, farmácias, corporação de bombeiros, casa de espectáculos e centro cultural, museus e biblioteca, instalações de hotelaria, estabelecimento de ensino preparatório e secundário, estabelecimento de ensino pré-primário e infantários, transportes públicos e parques ou jardins públicos.
Já para ser elevada a vila uma localidade tem de ter mais de 3.000 eleitores em aglomerado populacional contínuo e pelo menos metade dos seguintes estabelecimentos: posto médico, farmácia, casa do povo, dos pescadores, de espectáculos, centro cultural ou outras colectividades, agência bancária, transportes públicos colectivos, estação dos correios, estabelecimentos comerciais ou de hotelaria e uma escola pública
 
in 12 | 06 | 2009 - Destak/Lusa
 
Coloquei este último parágrafo a letras gordas para evidenciar o que por lei, é necessário para elevar uma povoação a Vila, caso esta o deseje. A lei diz que é preciso preencher metade destes requesitos, e Caxinas / Poça da Barca têm practicamente todos esses requesitos. Não é por acaso que a geração mais jovem das Caxinas se refere à sua terra, em tom por vezes jocoso, como “Caxinas city”; tal só indica que hoje em dia, nesta comunidade onde vivem, não falta quase nada do que existe nas “cidades”.
É caso para pensar se deveria alterar o título a este blogue... mas continuo a preferir a “Freguesia”. Convém passar por ela, antes de ser “Vila”... ou não?

tags:

publicado por cachinare às 08:16
link do post | comentar | favorito

7 comentários:
De jaime pião a 27 de Julho de 2009 às 10:53
Bom dia meus senhores ,hoje o António esclarece as freguesias que passaram a vila e vilas a cidades .
Antes de mais nada queria esclarecer a minha ideia pessoal no que respeita as Caxinas .
Caxinas é e será para os Caxineiros vila a Cidade ,mas os Caxineiros têm uma palavra a dizer ,nunca se deixar cair em engodos como se diz na gíria e vamos todos remar para o mesmo lado ,porque com respeito a condições felizmente Caxinas tem-nas graças aos mandatos do Presidente Mário de Almeida ,agora temos que ser nós Caxineiros a orientar o rumo que queremos tomar ,portanto Caxinas a Vila !!!
cumprimentos Jaime Pião


De celestino a 27 de Julho de 2009 às 20:32
Caxinas, como diz, já tem condições, todas as condições. Só lhe falta a dignidade de ser reconhecida como freguesia e a seguir como vila. Um direito elementar.


De caxineiro atento a 29 de Julho de 2009 às 12:13
Caríssimo Jaime, muito do que se perdeu da cultura Caxineira tem que agradecer ao exmo presidente Mário Almeida e seus compinchas.


De Anónimo a 30 de Julho de 2009 às 16:37
Caxinas e Poça da Barca, tem o dobro das condições necessárias para ser uma rica e autonoma Vila, senhora do seu próprio destino.
Pêna é que os oportunista e prepotentes teimem em manter este stato quo, de toda uma população mal esclarecida, para mais facilmente a poder manipular a seu bel prazer.
Para tal em vez de lhes facultarem livros, jornais, e
a restituição do seu Museu do Mar, facultam-lhe os
"cartodromos", um dos quais implantado exactamente no local onde há mais de uma dezena de anos o então
Ministro do Mar, Comandante Azevedo Soares, tinha procedido à cerimónia do Lançamento da Primeira Pedra, daquele que seria o grande Museu do Mar desta Terra. Cerimonia esta a que, eu assisti, juntamente com José e Antonio Ferreira Vilacova.

Cumprimentos,
Al bino Gomes


De caxineiro atento a 31 de Julho de 2009 às 13:07
Exactamente, já escrevi precisamente isso no blogue "carioca da vila"...não sou o único que não anda a dormir, felizmente o Albino recorda-se bem como eu...


De jaime pião a 31 de Julho de 2009 às 15:29
Caxineiro atento!
Eu não sei sei quem está atento e quem está descuidado ,será que atento somos só nós os que aqui escrevemos no dia a dia ou será porque não estamos de acordo ,porque não são nossas cores ?
Eu peço desculpa mas ,nunca concordei que por causa de partidos a gente puxe a brasa ,será?
Bem queria que fosse entendido pela nossa rapaziada e me dissessem quem não promete ?quem cumpre o que promete ?mais, eu já disse que detesto partidos ,para não dizer outra coisa ,e que sinto um vazio aqui nas Caxinas de gente, que nos tutele ,porque dizerem que eu sou único não acredito ,muito menos que digam que fulano ou sicrano não prestam ,mas quem é melhor ?
Será só os do contra ? os que sempre estão criticando ? os que como eu não acreditam ou que desconfiam ? De tudo e de todos ?
Vamos a votos e se não serve apresentemos argumentos sem esconder a cara ,porque afinal somos responsáveis ,ou não ?
Por estas e por outras é que os pescadores estão sempre a pega ,porque são analfabetos e sem cultura etc.
cumprimentos Jaime Pontes


De Anónimo a 2 de Agosto de 2009 às 00:47
boa noite!
apesar de compreender as razões do sr Jaime Pontes (e da maioria dos caxineiros que votam PS nas autárquicas), gostaria de fazer aqui uma reflexão acerca daquilo que a Câmara de Vila do Conde nos ofereceu em troca dos seus votos.
deixem-me pensar... nada!
as Caxinas e Poça da Barca, "sua igual", foram crescendo com o esforço de quem vai ao mar sem a certeza de um salário. o sr presidente é verdade que aparece nos momentos de tragédia ou em acontecimentos de maior visibilidade.
já agora, quantos caxineiros têm posições de responsabilidade junto da câmara?
a igreja do barco, que é o maior símbolo da terra foi construido com os donativos de quem?
onde é que andam as peças do museu?
por que razão não se adquiriu o argus ?
por agora fico por aqui, com a promessa de voltar em breve.
ah! não tenho nenhum interesse político.
um abraço
Rui Maciel


Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Mais de um ano depois, volto aqui (ao blog), e li ...
é de facto interessante, mas .... o que caracteriz...
Conforme já referi algures, no próximo Sábado, 23 ...
Na verdade, típico é os nossos vizinhos da Póvoa ...
Belo quadro pintado ,dois botes um a vela e outro ...
Outros tempos ,diria mesmo meus tempos de rapaz ,o...
Pois ,nesse estado bem bebido até a sua sombra ele...
Ver está foto, salta-me muitas saudades de ouvir m...
Pescador da Nazaré ,homem do antigamente ,com traj...
Uma das formidáveis pinturas de Almada Negreiros, ...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos