Quarta-feira, 29 de Julho de 2009
Arte marítima.

La Pêche à la Morue, dans 1754”  -  A. Louis Garnerai, 1832
 
Neste quadro intitulado “A Pesca ao Bacalhau, em 1754”, podemos ter uma representação rara dessa pesca há cerca de 250 anos atrás. Pela tonelagem dos barcos, julgo que a pesca será próxima à costa e possivelmente já de colónias na América do Norte. O artista passou grande parte da sua vida no mar, como corsário francês, e terá estado em contacto com este tipo de faina nas suas viagens,  que certamente o impressionou.


publicado por cachinare às 08:22
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De jaime pião a 29 de Julho de 2009 às 12:13
Bom dia meus amigos ,ao ver este quadro pintado e bem ,lembrei-me logo dos meus verdes anos aí com os meus 14 anos com o meu Avô Fangueiro a campanha era-mos só netos sendo o mais velho eu mesmo o mais novo o meu irmão com 12 anos de resto todos os 4 netos e o meu Avô ,fomos dar o acejo com outros barcos a sardinha com as peças de emalhar e muito rapidamente começou a puxar vento leste muito vento e começou a levantar muito mar ,então o meu avô disse vamos rizar o pano no máximo e o punho da verga no leito !!
Então mal começamos a navegar passados poucos minutos partiu-se a verga mesmo pelo meio e começaram os meus primos e meu irmão a chorar ,o meu avô qual homem experimentado e velho na arte disse calai-vos e vamos emendar a verga com dois remos um de cada lado da verga e com a linha da sonda lá emendou a verga e entretanto ninguém se entendia no barquinho e rolamos para mais longe e com o barco cheio de água e com o meu avô em trabalhos lá conseguimos por a vela em cima outra vês e aos bordos depois de muitas horas lá conseguimos chegar a bom porto !
Foi uma noite do senhor ,acho que o velho pescador era mesmo um lobo do mar e por isso hoje e sempre presto homenagem aos velhos lobos do mar de todos os tempos !!!
Jaime Pontes


De José Cunha a 29 de Julho de 2009 às 13:39
Sr. Jaime, até fiquei "arrepiado".
Porque sei que muitos filhos das Caxinas terão passado momentos assim, e outros que não puderam ser contados, é que admiro, e estimo, toda esta gente.

Obrigado Sr. Jaime, por nos encantar com suas histórias de vida, e ensinar-nos também, o que é ser pescador.


Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Esta bela foto retrata bem o que eram os tempos an...
Mais de um ano depois, volto aqui (ao blog), e li ...
é de facto interessante, mas .... o que caracteriz...
Conforme já referi algures, no próximo Sábado, 23 ...
Na verdade, típico é os nossos vizinhos da Póvoa ...
Belo quadro pintado ,dois botes um a vela e outro ...
Outros tempos ,diria mesmo meus tempos de rapaz ,o...
Pois ,nesse estado bem bebido até a sua sombra ele...
Ver está foto, salta-me muitas saudades de ouvir m...
Pescador da Nazaré ,homem do antigamente ,com traj...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos