Terça-feira, 18 de Agosto de 2009
A preto e branco.

 

Uma das mais belas imagens (entre muitas) da antiga frota bacalhoeira portuguesa. Mostra-nos a frota ancorada no rio Tejo por alturas da tradicional Benção antes da partida em campanha, em inícios dos anos 40. Os dois lugres ao meio, são identificáveis como sendo o “Oliveirense” e o “Novos Mares”, com as suas inconfundíveis proas redondas e o último, o “Florentina”, construído em Vila do Conde em 1935 sob o nome “Terra Nova”. O lugre com a proa em grande plano permite comprovar a beleza de construção e detalhes que eram dados a estes navios de duro trabalho nos mares frios. Repare-se no adorno esculpido do reforço do beque sob o gurupés, e à popa era também comum o adorno, esculpido ou pintado. Eram navios com pouco espaço para as tripulações, mas graciosos, tal como o eram as traineiras, as canoas, os varinos, os galeões do cerco, enfim, a lista é enorme. A construção naval em madeira era também uma Arte.
Quer-me parecer inúmeras vezes, que bom-gosto, quem o tinha eram as gentes de antigamente. A pobreza e frieza de muito do design moderno, bem como dos materiais utilizados nos barcos e navios... é uma tristeza. Ganham em funcionalidade (e segurança), mas perdem todo o resto.


publicado por cachinare às 08:22
link do post | comentar | favorito

6 comentários:
De Anónimo a 18 de Agosto de 2009 às 17:34
Caro Fanfgueiro, claro que as Caxinas deviam ter um museu há muito tempo. Lamento o facto de uma povoação tão grande, cheia de tradições não tenha ainda um museu.
Infelizmente, eu não posso fazer grande coisa, mas farei o que for possível para que esse centro museulógico apareça. Certamente que os caxineiros contribuiriam com peças para esse museu.
Um abraço de Moscovo. JMilhazes


De Anónimo a 18 de Agosto de 2009 às 18:30
Contribuir, com muitas e variadas peças, foi aquilo que os Caxineiros fizeram no tempo do A. Vila Cova.

Portanto, o Povo colaborou,
O Museu se instalou,
Mas alguém atrofiou ,
E tudo ensacou !...

(adivinhe quem for capaz)

Albino Gomes





De jaime pião a 18 de Agosto de 2009 às 18:28
Que belo quadro ,só belos navios lugres motores ,que beleza natural ,não me importava hoje de voltar aos tempos de então mas só para me ver no meio desses veleiros e lugres motores que beleza natural diria eu ,mas como digo são só memórias e ainda bem que há quem as recorde e enquanto houver os poucos Museus como o de Ílhavo que retrata e bem os bacalhoeiros e os tempos dos bacalhaus ,mas onde e quem se lembra aqui em Vila do Conde ,e eu porque tenho memória e tenho voz sinto revolta e não me calarei até que alguém em Vila do Conde se sinta responsável por estes eventos .
Mas que alegria se alguém se lembrasse de fazer a homenagem merecida aos pescadores de Vila do Conde ,esses grandes homens que ao defender a vida deles para não faltar o pão dos filhos e que muito deram a Vila do Conde ,homens rudes mas honéstos que nunca negaram o seu nome nem a térra ,mas os Senhores em Vila do Conde a maioria sempre concideraram os Caxineiros como indios e mais ,ainda hoje está vivo felismente um Caxineiro que noutros tempos pediram audiencia ao então Presidente da Camâra e o Senhor Presidente disse aos que o acompanhavam vamos preparar umas cadeiras porque vou receber os indios que querem falar comigo ,e os homens que eram tres em representação das Caxinas subiam nessa altura os degraus e ouviram o que o Presidente disse e então deram meia volta e foram embora ,mais tarde o Presidente perguntou a um deles porque não apareceram como estáva combinado ,a resposta foi seca ,o Senhor não quer nada com os Caxineiros ,porque os Caxineiros são indios e por isso não há enteresse em falar com o Senhor !!!
Cumprimentos Jaime Pontes ...


De Anónimo a 23 de Agosto de 2009 às 14:01
Esta dos Índios, nunca tal ouvi.
Já agora, era bom que o amigo Jaime dissesse quem foi o dito cujo Presidente da Câmara que proferiu tal
bacorada, para não pagar o justo pelo pecador, como diz o nosso povo.
Pelo menos, mencionando o ano em que foi proferido
tal disparate.

Saudações marinheiras,

Albino Gomes


De jaime pião a 23 de Agosto de 2009 às 18:57
Boa tarde amigo Albino ,boa tarde a toda malta .
Tendo em consideração aquilo que me contaram e as pessoas em si foi verdade o que escrevi ,porque ainda hoje temos um desses Senhores que se deslocou a Câmara na altura juntamente com o finado Porfírio meu tio e o Zé do Norte como era conhecido o presidente se não estou errado seria um tal Senhor Bom Pastor julgo eu ,portanto quando calhar ainda vou aprofundar mais isso com a pessoa que ainda está entre nós que é o tio Fernando Marques o Rubina
,mas já tinha ouvido contar essa história pelo finado meu tio Porfírio Nunes !
Eram outros tempos ,e de maneira nenhuma podemos hoje julgar ninguém ,mas tenho a nítida sensação que há quem em Vila do Conde julgue da mesma maneira ,mas são outras histórias ,sem mais um abraço do amigo jaime pontes ...


De Anónimo a 1 de Setembro de 2009 às 18:36
Obrigado ao Jaime Pontes pelo esclarecimento, que agradeço confirme.
Se quem proferiu tão reles bacorada em relação aos pescadores de Caxinas e Poça da Barca, foi o dito cujo senhor padre Bompastor, até acredito.
Tratava-se na verdade, de uma pessoa que andava com a vocação errada,
para além de ser um tanto mal educada...
No entanto, com uns copos, tinha a virtude de não ser
hipócrita, e bem ou mal, dizer aquilo que pensava.
E neste caso, pensava mal. Muito mal.
No entanto, não esqueçamos daquilo que diz o povo:
Atrás de nós virá, quem bom de nós fará !

E se as eleições de hoje, fossem como antigamente?...

Al bino Gomes


Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Esta bela foto retrata bem o que eram os tempos an...
Mais de um ano depois, volto aqui (ao blog), e li ...
é de facto interessante, mas .... o que caracteriz...
Conforme já referi algures, no próximo Sábado, 23 ...
Na verdade, típico é os nossos vizinhos da Póvoa ...
Belo quadro pintado ,dois botes um a vela e outro ...
Outros tempos ,diria mesmo meus tempos de rapaz ,o...
Pois ,nesse estado bem bebido até a sua sombra ele...
Ver está foto, salta-me muitas saudades de ouvir m...
Pescador da Nazaré ,homem do antigamente ,com traj...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos