Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2008
Museu do mar - Paimpol.
Há dias, juntamente com outros pescadores Franceses, mais um pescador das Caxinas pereceu no mar, neste caso na Bretanha, França. Felizmente houve um sobrevivente, também das Caxinas. É precisamente na Bretanha, uma península no noroeste de França que se situa uma rica e antiga cultura marítima. São muitos os portos e vilas piscatórias e um deles situa-se em Paimpol, na parte Norte da península.
Paimpol desenvolveu-se bastante durante o apogeu da pesca do bacalhau na Terra Nova e Islândia nos anos 1880s. O seu Museu Municipal do Mar está instalado desde 1990 numa antiga seca do bacalhau construída cerca de 1880. Utilizada mais tarde como carpintaria e fábrica de velas para navios, este edifício é hoje o local de exposição do património marítimo local onde se confinam todo o tipo de marinheiros, tantos dos seus concidadãos, ao longo de periodos sucessivos adaptando-se a evoluções económicas.
Antes da pesca na Islândia e Terra Nova, o porto de Paimpol não era mais que um local para deixar navios a seco, onde a cada maré os barcos padeciam nas posições em qua a maré bazante os deixava. As escunas de pesca, finas e elegantes, suportavam mal estas marés sucessivas e em 1878 foi construída a primeira doca.
Em barcos à vela aparelhados em escuna, entre os anos de 1852 a 1935, a pesca fazia-se de Fevereiro a Agosto na Islândia. Nestes 83 anos, 2.000 homens pereceram e cerca de 100 escunas foram engolidas pelo mar da Islândia.
Com o sucesso crescente da pesca ao bacalhau, foi decidido contruír uma segunda doca, inaugurada em 1903. No entanto já se fazia sentir o declínio da pesca na Islândia. A I Guerra Mundial contribuiu ainda mais para o desaparecimento desta actividade que terminaria em definitivo em 1935 com a partida da última escuna para a Islândia, a “Glycine”.
Paimpol está geminada com Grundarfjörður na Islândia e Romsey no Reino Unido.
 
Deixo o link para o site oficial do museu: Museé de la Mer Paimpol (em Francês).


publicado por cachinare às 10:44
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De Anónimo a 12 de Janeiro de 2008 às 01:01
antes demais parabens pelo blogue está maravilhoso... sou finalista do curso design, e caxineiro de gema, e comentando este post que refere um museu do mar em paimpoil, para mim e VERGONHOSO que a maior comunidade piscatoria do pais (caxinas) não tenha um museu do mar, ou melhor, ter tinhamos mas desapareceu... falta saber para onde e que foi levado o espólio... talvez esteja a decorar uma sala de jantar de um "senhor folano de tal" com um napron bordado a mao por baixo... deixando de ironias acho triste que eu náo possa mostrar a amigos,colegas de outras localidades a minha terra a minha gente da para relectir... aquele abraço fraterno de caxineiro para caxineiro..


De cachinare a 12 de Janeiro de 2008 às 11:13
Caro amigo Caxineiro,
Obrigado pelo elogio. É por exemplos como os que dá e por outros que escrevo este blog sobre as Caxinas e o mar, porque as Caxinas são 100% mar na sua essência. Custa-me muito que quem nos "gere" não queira manter a nossa tradição. Interesses pessoais acima de tudo. Somos nós, a geração mais nova quem tem de mudar e lutar pelo que é nosso.
Estou há tanto tempo fora que não sabia que o mini-museu que tínhamos já não existe. Secalhar os objectos estão guardados dentro da Nau.
Elevarei sempre as gentes do mar neste blog e um dia verei as Caxinas como Freguesia.

Um abraço,
A.Fangueiro


Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Na verdade, tão belo quanto elucidativo este quadr...
Mas que beleza de foto ou pintura que retrata bem ...
Aproveitando a ocasião, sugiro a todos, pescadores...
Na verdade, tal como diz o Jaime Pontes, esta pose...
Claro que como demonstração tá tal e qual mas ,não...
Tal como se fosse um «filho pródigo», 7 meses depo...
é com orgulho e admiração que leio e recordo este ...
Esta bela foto retrata bem o que eram os tempos an...
Mais de um ano depois, volto aqui (ao blog), e li ...
é de facto interessante, mas .... o que caracteriz...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos