Segunda-feira, 28 de Setembro de 2009
Wayne Ralph nas Caxinas.

Nos Porões da Memória III - fotografia e texto de Wayne Ralph
8 de Agosto - 30 de Novembro de 2009

Museu Marítimo de Ílhavo
 
Esta exposição, a decorrer no Museu Marítimo de Ílhavo, é da autoria de um cidadão do Canadá, Wayne Ralph (jornalista e autor) que há 40 anos, como muitos outros em St. John´s, Terra Nova, sentia que tinha de registar em fotografia aquela enigmática Frota Branca de centenas de homens que vinham do outro lado do Atlântico e enchiam o porto com os seus navios. Estes navios e os homens dentro deles pareciam pertencer a outro tempo, em contraste com os menos dignos de admiração, ou registo, arrastões-fábrica de várias potências mundiais durante já essa década de 60.
Tive o prazer de ser contactado pelo Sr. Wayne Ralph há algumas semanas atrás, o qual me descreveu a emoção de vir 40 anos depois a Portugal apresentar as suas fotos dos nossos pescadores ao público que as originou, o português, e a vontade de encontrar e falar pessoalmente com algum daqueles pescadores das fotos era grande. Assim aconteceu e o único que encontrou (das suas fotos)... estava nas Caxinas.
Depois da sua estadia inicial em Ílhavo, onde conheceu com emoção esse pescador, António Maio e a sua família, foi nas Caxinas que a convite dessa mesma família Maio, viria a passar 3 dias na sua companhia. Aí, encontrou-se com outros pescadores do lugre-motor “Dom Diniz”, o principal que fotografou em 1966, e mostrando-lhes os negativos originais daquele tempo, as reacções foram efusivas e não mais o largaram “de mão”.
À boa maneira portuguesa, Wayne Ralph voltou ao Canadá sentindo que “tenho agora amigos e uma família a quem voltar no futuro. Sinto-me extremamente afortunado no meu desejo de encontrar alguns dos tripulantes do “Dom Diniz” 40 anos mais tarde.” Refere ainda que “através de Salvador Maio e sua irmã, senti quanto o seu pai, António Maio, se sentia feliz com todo este evento e por ver uma foto sua, de pescador com 17 anos, numa exibição e numa reportagem de uma revista nacional.”
Durante a sua estadia em Portugal, Wayne Ralph teve oportunidade de conhecer outros pontos da costa, nomeadamente a Foz do Douro, ou Lisboa, ficando com uma opinião geral da orla costeira que presenciou. Nesse periodo, várias vezes repetiu algo de muito preocupante, que a maioria dos portugueses deixou de ver: “Há uma coisa que achei estranha: não vejo sinais do mar na vossa cultura, como se o mar tivesse deixado de interessar-vos. E não estou a falar das praias, que vi apinhadas de gente.” in Notícias Magazine, 13-09-2009.
1974 foi um ponto de viragem e 1986, a machadada final nos assuntos do Mar em Portugal. O mar deixou de interessar a quem governa, “por interesses maiores”, e milhares tiveram que abandonar a vida do mar, pois assim o governo os forçou (e força). Wayne Ralph percebeu assim, que as suas fotos guardam afinal bem mais que uns pescadores sorridentes. Guardam o Portugal que ainda era do Mar e tinha muitas vertentes para ele viradas. Quase todas elas desapareceram, restando-nos apenas e ainda homens como o meu pai, ou o pai do Salvador Maio, como imagem e valor daquele Portugal marítimo.
 
fotos – Wayne Ralph / família Maio.
excerpto - Sarah Adamopoulos – Notícias Magazine.


publicado por cachinare às 08:15
link do post | comentar | favorito

4 comentários:
De jaime pião a 28 de Setembro de 2009 às 17:23
Boa tarde a todos .
Olá Fangueiro bela recordação para futuro ,foto tirada na praia numa roda de amigos ,os amigos da praia !
É isso foi preciso um Senhor do Canadá vir lembrar que foi de Portugal que partiram quando o mar era um mistério esses grandes navios veleiros que tanto bacalhau trouxeram !
Mas o tempo tudo apaga e quando não à interesse em memorizar não adianta nada ,porque só o futuro é que é ,o passado não conta , Vila do Conde com respeito aos pescadores em geral e em especial os bacalhoeiros estão esquecidos e como digo palavras minhas ,só ficam velhas fotografias para mais tarde recordar ,por isso parabéns ao amigo repórter e fotografo o Senhor wayne Ralph.
cumprimentos Jaime Pontes ...


De celestino a 28 de Setembro de 2009 às 21:15
Plenamente de acordo com o que diz Jaime Pião.. Somos peças do passado, muito poucos se interessam por nós. Mas não desesperemos de esperar. Há sempre alguém que nos lembre como agora o Wayne Ralph.

Um abraço,

Celestino


De jaime pião a 1 de Outubro de 2009 às 14:57
boa tarde a todos ,amigo Fangueiro ou alguém que se relacione ou que tenha o email do SR WAYNE RALPH ,agradecia que me enviasse ,eu sei que adicionei mas não encontro agora e gostava muito de o contactar ,por obrigado a todos boa tarde ...Jaime Pontes »Pião ...


De Anónimo a 1 de Outubro de 2009 às 18:19
Corroborando quanto acima se diz, não só respeitante à desgraça que se bateu sobre as pescas e a cultura portuguesa, como também à indiferença das ditas autoridades que "dinossauricamente" vão gerindo os destinos desta terra de marinheiros e pescadores, apetece-me dizer que afinal nem tudo estará perdido definitivamente.
De há cerca de dois anos a esta parte, inserido na CELEBRAÇÃO DA CULTURA COSTEIRA, com a envolvência de várias entidades, entre as quais, a Mútua dos Pescadores, Câmaras Municipais, Museus Marítimos e Universidades nacionais e estrangeiras, está a decorrer um trabalho de pesquiza, que julgo digno de todos os encómios, destinado a uma central de dados a disponibilizar em todo o espaço europeu.
Gerido por técnicos altamente qualificados na matéria,
no que a Vila do Conde respeita, já foram entrevistados vários Pescadores, Sargaceiras,
Pintores, Calafates e Carpinteiros Navais, Conserveiros, Cosinheiros, etc., a quem vamos dando a nossa tão modesta quanto prestimosa colaboração.

Portanto, apesar de tudo, nem tudo estará mal,
neste reino de Portugal!...
Albino Gomes



Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Pois ,nesse estado bem bebido até a sua sombra ele...
Ver está foto, salta-me muitas saudades de ouvir m...
Pescador da Nazaré ,homem do antigamente ,com traj...
Uma das formidáveis pinturas de Almada Negreiros, ...
sou de Nazare gostava de saber o meu estorial de 1...
....................COMEMORAÇÕES DO DIA DA MARINHA...
Esta réplica do Vila do Conde, participou em vário...
Pois é exactamente tal como acima se diz.Depois de...
Boa tarde , com respeito a foto aqui presente eu j...
Salvo melhor opinião, julgo que esta imagem do gra...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos