Quinta-feira, 5 de Novembro de 2009
Mistério no afundamento da traineira “Manuel Eugénia”.

«O armador e mestre da traineira “Manuel Eugénia”, que afundou quando estava acostada no porto de pesca costeira domingo à noite (25-10-2009), conta retomar a faina “na próxima semana”.

A embarcação de 13 metros e 40 toneladas registada em Vila do Conde que se dedica à pesca do cerco ficou totalmente submersa pelas águas da Ria de Aveiro em circunstâncias ainda por apurar.
A Capitania do Porto de Aveiro abriu um inquérito para apurar as causas e eventuais responsabilidades, não tendo sido encontrados indícios de mão criminosa.
Na vistoria inicial, que terá seguimento com uma peritagem, não foram detectados danos visíveis ou outros indícios que explicassem o sucedido. Segue-se uma peritagem.
Ao que tudo indica, três elementos da tripulação que chegavam ao porto cerca das 21:40 para preparar a primeira saída ao mar depois do fim-de-semana depararam com o barco já a afundar.
O misterioso acidente acabou por causar apenas danos materiais que impedem, no imediato, o regresso à faina.
A água salgada avariou equipamentos eléctricos e electrónicos de navegação, para além de outros estragos. Na altura, a autoridade marítima activou meios para minimizar o foco de poluição na zona causado pelo derrame de gasóleo e óleos a bordo.
A traineira foi reposta a navegar ao final da manhã, tendo continuado durante a tarde as tarefas de limpeza e de trasfega de combustível.»
 
in Notícias de Aveiro, 26-10-2009
foto de Joana Capucho
 
Anda o mafarrico pelos lados da Ria.

tags:

publicado por cachinare às 08:01
link do post | comentar | favorito

3 comentários:
De jaime pião a 5 de Novembro de 2009 às 09:00
Bom dia ,Fangueiro e todos que passem por aqui ,para dizer que as informações no que respeita ao comprimento da embarcação Manuel Eugenia não está correcta ,mede de comprido mais e menos 16 metros e, não é rede do cerco mas sim das artes de redes de emalhar e covos e outros ,portanto assim estará mais correcto ok?
No que respeita ao naufrágio da embarcação ,no Porto de Aveiro encostado ao cais ,ainda está por apurar ,mas é sabido que os prejuízos são avultados ,e os seguros não cobre tudo ,portanto se não estava ninguém a bordo , e o barco apareceu no fundo algo aconteceu ,mas a gente sabe por experiencia que os materiais não duram sempre ,são bombas de esgoto ,é a tubaria ,é a própria estrutura do barco em madeira que também apodrece ,o que não admira ,porque seja onde for e os trapiches serem bons ou não ,com maus tempos os barcos noite e dia a bater contra os trapiches ou cais de pedra e com correntes da ria e do mar é sempre desgastante e as vezes faz estragos sérios nos cascos mesmo abaixo da linha de agua ,por isso tudo pode acontecer e há que ter cautelas sempre ,até porque a embarcação em causa já tem 27 ou 28 anos ,por isso mais problemas pode acontecer !
Cumprimentos Jaime Pião !


De Anónimo a 5 de Novembro de 2009 às 17:59
Tal como mestre Jaime diz, e contrariamente ao que a imprensa nacional dizia, pelas características que se vâ na foto, este barco pesca com a arte de emalhar e não do cerco.

Já no que respeita ao tal «Mistério do Afundamento» por certo que tal dever-se-á ao facto de as defensas do cais estarem degradadas, o que por vezes origina que quando a maré sobe com os barcos encostados ao cais, ficarem com a borda presa em cavilhas ou pedaços das respectivas defensas, originando que adornem e consequente afundamento.

Ainda há dois ou três anos aconteceu algo idêntico cá em Vila do Conde, com os políticos locais mais ou menos pesarosos, a tirarem a respectiva fotografia
para o seu jornal, com promessas e o blá, blá, do costume, e até hoje, nada...
Albino Gomes


De Arnaldo Pontes a 6 de Fevereiro de 2010 às 14:12
Eu sinceramente acho que a embarcaçao tem cerca de 17 metros e algo,ate porque trabalhei la,mas nao e isso que ta em causa.o que aqui deviamos transmitir e que devia haver melhores condiçoes de trabalho,e nao so.nao me vou alongar porque isto dava panos pra mangas,continuarei atento a este blog.saudaçoes...


Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Esta bela foto retrata bem o que eram os tempos an...
Mais de um ano depois, volto aqui (ao blog), e li ...
é de facto interessante, mas .... o que caracteriz...
Conforme já referi algures, no próximo Sábado, 23 ...
Na verdade, típico é os nossos vizinhos da Póvoa ...
Belo quadro pintado ,dois botes um a vela e outro ...
Outros tempos ,diria mesmo meus tempos de rapaz ,o...
Pois ,nesse estado bem bebido até a sua sombra ele...
Ver está foto, salta-me muitas saudades de ouvir m...
Pescador da Nazaré ,homem do antigamente ,com traj...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos