Terça-feira, 19 de Janeiro de 2010
Arte marítima.

 

 
 
San Giorgio Maggiore, Venice”  –  Edward William Cooke
 
Embora não dê essa impressão a muitas pessoas, Veneza é uma cidade marítima, quase que a “flutuar” no Adriático. Tive o privilégio de a conhecer há 2 anos e ver ainda alguma da actividade piscatória, especialmente num par de ilhas em redor. A cidade em si sempre incluiu essa vertente, que se perdeu quando o turismo cresceu nestas últimas décadas. Numa cidade “aquática”, onde os barcos são o meio de transporte para tudo, não vi nenhum barco à vela, e esses encheram a cidade através dos séculos. Vi foi muito turismo de barco a motor desenfreado, a cortar constantemente as águas... e o silêncio de uma cidade que até nem tem carros.


publicado por cachinare às 09:57
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Esta bela foto retrata bem o que eram os tempos an...
Mais de um ano depois, volto aqui (ao blog), e li ...
é de facto interessante, mas .... o que caracteriz...
Conforme já referi algures, no próximo Sábado, 23 ...
Na verdade, típico é os nossos vizinhos da Póvoa ...
Belo quadro pintado ,dois botes um a vela e outro ...
Outros tempos ,diria mesmo meus tempos de rapaz ,o...
Pois ,nesse estado bem bebido até a sua sombra ele...
Ver está foto, salta-me muitas saudades de ouvir m...
Pescador da Nazaré ,homem do antigamente ,com traj...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos