Terça-feira, 18 de Maio de 2010
VIII Encontro de Embarcações Tradicionais de Vila do Conde.

 

«A Associação de Ex-Marinheiros da Armada de Vila do Conde e a Comissão de Festas de S. João de Vila do Conde organizam de 18 a 20 de Junho o VIII Encontro de Embarcações Tradicionais de Vila do Conde que conta abaixo com o programa completo. Os interessados em participar com os seus barcos devem preencher a ficha de inscrição e enviá-la por email ou carta antes de 31 de Maio.»

 

via FGCMF – Federação Galega pela Cultura Marítima e Fluvial

 

Mais um ano se passou e cá temos mais um Encontro em Vila do Conde. Curiosamente, quem publicita aos 4 ventos da internet este evento, é a Federação Galega (!) É no mínimo curioso que o blog (acima) desta associação, não faz qualquer referência ao Encontro e deixa-me a perguntar qual o real papel dos barcos e artes tradicionais nesta associação, se é central ou lateral.

Uma vez que vivo a 3.500 km de distância, os argumentos que tenho são quase nenhuns para criticar seja o que for. Apenas o programa e a boa-vontade de amigos que me enviaram fotos do evento anterior, me permitem perceber um pouco o que realmente se passsa nestes 3 dias.

Talvez esteja lá, mas no programa não vejo referência ao incentivo e apoio local à construção de novas embarcações, demonstração e ensino das artes tradicionais da vela e da pesca, cursos de construção naval tradicional, como se faz manutenção e recuperação dos barcos, etc.

E os estaleiros do outro lado do rio, que papel terão no evento em promoção do barco tradicional? E as dezenas de pescadores reformados das Caxinas que tudo sabem sobre o assunto? No mapa, Caxinas e Poça da Barca também costumam ser Vila do Conde.

Bons ventos à associação e que muitos e variados barcos compareçam.

 

PROGRAMA 2010

 

18 DE JUNHO – SEXTA-FEIRA

17H00 Recepção às embarcações e entrega de acreditações às tripulações.

Entrega do “kit” de recepção.

Amarração e mostra das embarcações

 

19 DE JUNHO – SÁBADO

09H00 Recepção às embarcações e entrega de acreditações às tripulações.

Entrega do “kit” de recepção.

Amarração e mostra das embarcações.

11H00 Navegação livre, das embarcações tradicionais, no estuário do Rio Ave.

14H00 Almoço das tripulações na sede do Rancho da Praça.

16H00 Mostra das embarcações no Rio Ave (frente Praça da República)

Visita ao Centro de Memória das tripulações.

18H00 Navegação livre, das embarcações tradicionais, no estuário do Rio Ave.

21H30 Jantar das tripulações na sede do Rancho da Praça.

23H00 Animação cultural.

 

20 DE JUNHO – DOMINGO

10H30 Exibição e navegação, das embarcações no estuário do Rio Ave.

13h30 Almoço das tripulações e convidados de honra na sede do Rancho da Praça.

Entrega de medalhas e diplomas às associações e clubes participantes.

Encerramento do VIII Encontro de Embarcações Tradicionais.



publicado por cachinare às 08:16
link do post | comentar | favorito

3 comentários:
De Anónimo a 24 de Maio de 2010 às 15:47
Infelizmente, com muita pena minha, terei de corroborar com a maioria daquilo que o Caxineiro nos diz.
Como um dos fundadores desta Associação, não me
cabe dizer aqui aquilo que penso.
Pois como diz o ditado:
Se tiveres de dizer bem de um amigo diz.
Se tiveres de dizer mal, está calado.
Mas, na verdade, é bastante penoso assistirmos ano
após ano, e ver passar direcções após Direcções,
que apenas se têm limitado a gerir a crise.
Alguns até parecem mais apostados em "andar à gola", nos comes e bebes (da fama não se livram...).
E, não foi para isto que a Associação Marinheira foi
criada...
Finalmente, expurgadas que foram algumas das pecaminosas células, de anteriores Direcções,
embora nem tantas quanto seria desejável, estamos esperançados num rápido regresso àquilo
para que a Associação foi criada, nomeadamente o
Convívio, Solidariedade e Fraternidade entre todos os "Filhos da Escola", e a Preservação, e Divulgação do nosso ainda rico Património Marítimo e Fluvial.
Por quanto já nos foi dado observar,
Teremos motivos para confiar.

Preciso é não esquecer o hino, que começa assim:
OS MARINHEIROS, TÃO ALTANEIROS,
SÃO SEMPRE OS PRIMEIROS NA TERRA E NO MAR...

Saudações Marinheiras,
Al binio Gomes


De jaime pião a 24 de Maio de 2010 às 16:03
Boa tarde amigo Albino ,deves ter razão para assim falares porque sabes daquilo que falas ,e com certesa não vês as coisas como deve ser ,eu subscrevo pelo mesmo ,ja que me quero referir a minha antiga associação de armadores de pesca do norte que segundo sei está de mal a pior ,pois que antigamente eu que fui um dos fundadores dessa mesma associação ela era dos armadores e ninguem ganhava nada era só servir ,mas agora há quem se sirva dela, associação para se promover e quando assim é nada feito ,pena tenho eu de saber que os socios estão deixando a mais nobre associação então fundada com custos dos proprios fundadores e socios que muito deram em prol da mesma ,meus parabens amigo Albino ,porque estás sempre atento e eu sei daquilo que falas ,um abraço jaime pião ...


De carlos Cunha a 14 de Junho de 2010 às 15:55
Boa tarde a todos
É com muita satisfação que mais um ano vou ao encontro de embarcações tradicionais de Vila do Conde. Ás pessoas que tem coragem de organizar um encontro de embarcações tradicionais é sempre de louvar, sei do que estou a falar porque além de ter participado em vários encontros também pertenci á organização de 3 encontros, sei o trabalho que isso dá.
Para responder ao Senhor Albino gostava de lhe dizer o seguinte, para as coisas funcionarem as criticas são muito importantes, tanto elas sejam construtivas como destrutivas, mas pelo que conheço do senhor só o tenho ouvido dizer mal de tudo aquilo que se faz, não ajudando em nada para que as coisas melhorem, até pode ter toda a razão, mas não o tenho visto com coragem para mudar as coisas, se não quer ajudar pelo menos não deite abaixo o trabalho dos outros.
Para falar de andar "á cola" se calhar o senhor deve olhar primeiro para si (pelo menos da fama não se livra o senhor e seu amigo que agora parece não ter coragem de aparecer no ditos encontros)
Pergunto eu, porque será senhor Albino?
Não me vou alongar mais, mas se quiser estou á vontade para falar com o senhor no proximo fim de semana em Vila do Conde.
Carlos Cunha
Carocho do Rio Minho o "CORVO"


Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Mais de um ano depois, volto aqui (ao blog), e li ...
é de facto interessante, mas .... o que caracteriz...
Conforme já referi algures, no próximo Sábado, 23 ...
Na verdade, típico é os nossos vizinhos da Póvoa ...
Belo quadro pintado ,dois botes um a vela e outro ...
Outros tempos ,diria mesmo meus tempos de rapaz ,o...
Pois ,nesse estado bem bebido até a sua sombra ele...
Ver está foto, salta-me muitas saudades de ouvir m...
Pescador da Nazaré ,homem do antigamente ,com traj...
Uma das formidáveis pinturas de Almada Negreiros, ...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos