Segunda-feira, 24 de Janeiro de 2011
A preto e branco.

 

Este “Ao Gosto dos Filhos” é um exemplo de evolução dos gasoleiros, já com uma casa-do-leme para comandar o barco, e outros melhoramentos na segurança. Uma das dúvidas que tenho é saber a diferença entre “gasoleiro” e “motora”, pois este barco na foto tem já uma proa bem diferente das dos primeiros gasoleiros, barcos de raíz nos barcos de tipologia poveira. Uma pergunta aos entendidos, se a foto mostra realmente um gasoleiro ou uma motora.



publicado por cachinare às 08:28
link do post | comentar | favorito

7 comentários:
De jaime pontes a 24 de Janeiro de 2011 às 23:18
Pois sim ,este é o típico barco gazoleiro motor de centro e casinha do leme portanto mais conhecido por gazoleiro e não motora ,porque realmente a motora tinha outras carateristicas , a motora normalmente é parecida como traineira com dois mastros na maioria ,só que mais curta do que as traineiras ,por isso traineira ,motoras e gazoleiros ,todos diferentes em algo !!!


De Anónimo a 25 de Janeiro de 2011 às 18:39
Hoje mesmo, consultei o Dicionário Ilustrado de Marinha, do Com. António Marques Esparteiro, onde nada encontrei sobre esta tipologia de embarcações.
Salvo melhor opinião, as principais diferenças serão as seguintes:
Enquanto o Gasoleiro resulta de uma embarcação designada de «boca aberta», com adaptação de um motor a gasóleo;
a Motora é uma embarcação com convés. O casco é muito idêntico às traineiras da época, exceptuando, claro está, as suas dimensões.
Enfim, a Motora é uma embarcação feita de raíz,
e, portanto, com outro cariz.

(Veja-se as diferenças do gasoleiro «Rumo às Caxinas»
e da motora «Ao Gosto dos Filhos»).

Albino Gomes



De Anónimo a 27 de Janeiro de 2011 às 13:09
Pois é. Enquanto um tem casa do leme, convés, beliches, verdugo, etc. que lhe permite navegar até bem longe da costa, o de boca aberta lá terá de se limitar a fainar mais junto da costa.


De barcoantigo a 28 de Janeiro de 2011 às 23:08
Lembro-me bem deste gasoleiro que fundeava bem frente à minha janela no farol da Lapa.
Abraço


De Olivia Castanho a 19 de Setembro de 2014 às 14:52
Este barco era um gasoleiro, pertencia a o meu pai e naufragou a 2 de abril de 1981 na barra da Póvoa de Varzim. Sobreviveram 4 tripulantes e faleceram outros 4 incluindo o mestre que era o meu pai.


De Olivia Castanho a 19 de Setembro de 2014 às 19:20
Afinal sobreviveram 3 e faleceram outros 3.


De Diana Silva a 20 de Setembro de 2014 às 13:15
Qe lindo o meu sogro na foto... Este gasoleiro pertenceu ate 1977 ao Tobias Francisco Trocado avô do meu marido, esta foto é de 1973 à entrada de vila do conde.


Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Esta bela foto retrata bem o que eram os tempos an...
Mais de um ano depois, volto aqui (ao blog), e li ...
é de facto interessante, mas .... o que caracteriz...
Conforme já referi algures, no próximo Sábado, 23 ...
Na verdade, típico é os nossos vizinhos da Póvoa ...
Belo quadro pintado ,dois botes um a vela e outro ...
Outros tempos ,diria mesmo meus tempos de rapaz ,o...
Pois ,nesse estado bem bebido até a sua sombra ele...
Ver está foto, salta-me muitas saudades de ouvir m...
Pescador da Nazaré ,homem do antigamente ,com traj...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos