Terça-feira, 24 de Maio de 2011
A nova página oficial da Lancha Poveira do Alto.

 

«Cada comunidade humana gerou ao longo do tempo as suas próprias materialidades, que hoje identificam os lugares ribeirinhos, organizados, quase sempre, entre a Igreja paroquial e a borda de água. Os modos de vestir, a gastronomia, a arquitectura, as suas tecnologias e ferramentas, os seus barcos e artes de pesca, o seu linguarejar entrecruzado de gestos, a sua religiosidade e fé, os ritos de namoro, de casamento e do luto, a maneira como transmitem os conhecimentos pela oralidade e pela experimentação, ou seja, as formas de pensar, fazer, usar e sentir de cada comunidade, seja piscatória, marinheira ou agropiscatória dão ao território ribeirinho, fluvial ou atlântico uma autenticidade rara.

No norte de Portugal, quando percorremos a Beira-mar, são poucas as comunidades costeiras que guardam em si, tão marcadamente, as materialidades da sua identidade quanto mais esse outro lado, emocional, imaginário, intangível. A excepção faz-se na Afurada, nas Caxinas e na Póvoa de Varzim, comunidades que ganham por direito próprio um lugar na paisagem marítima nortenha, uma paisagem emissora de imagens, de memórias e emoções, uma paisagem que faz a ponte entre o material e o imaterial.»

 

Boletim Cultural Póvoa de Varzim - MAGALHÃES, Ivone Baptista; BAPTISTA, João Paulo, MULHERES DO MAR DA PÓVOA – 42 (2008), p. 515-537

 

No próximo dia 31 de Maio, Dia do Pescador, será apresentada oficialmente na Póvoa de Varzim a nova página da Lancha Poveira do Alto, a embarcação que desde início dos anos 90 representa o passado piscatório do município e uma vasta cultura que se estendia a todo o Norte do país e não só.

Finalmente um dos maiores ícones da comunidade poveira passa a navegar na internet, numa página própria que já está activa e onde se encontra imenso material informativo relativo a todo o seu historial e actividades.

São muito raros casos semelhantes no país, onde uma embarcação tradicional tem página própria. Tal denota não só o carinho das gentes e do município por ela, mas também a vontade de a divulgar ao máximo, pois só assim toda a cultura em redor dela suscitará novas vontades e acções para reavivar o passado marítimo tradicional.

 

Aqui fica a Página oficial da Lancha Poveira do Alto

 

 

No passado fim-de-semana de 14 e 15 de Maio a lancha esteve presente em Valbom, Gondomar, no 3.º aniversário da Associação para o Desenvolvimento Integrado da Cidade de Valbom (ADICV).

Valbom foi outra comunidade de pescadores onde embarcações do tipo da lancha foram correntes, sendo famosa a presença no rio Douro das grandes lanchas valboeiras. Todo o programa de como decorreu o evento pode ser visto aqui.

 

Foto em Valbom, via Manuel Costa.



publicado por cachinare às 09:44
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Pois ,nesse estado bem bebido até a sua sombra ele...
Ver está foto, salta-me muitas saudades de ouvir m...
Pescador da Nazaré ,homem do antigamente ,com traj...
Uma das formidáveis pinturas de Almada Negreiros, ...
sou de Nazare gostava de saber o meu estorial de 1...
....................COMEMORAÇÕES DO DIA DA MARINHA...
Esta réplica do Vila do Conde, participou em vário...
Pois é exactamente tal como acima se diz.Depois de...
Boa tarde , com respeito a foto aqui presente eu j...
Salvo melhor opinião, julgo que esta imagem do gra...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos