Sábado, 4 de Junho de 2011
1.º Encontro de Embarcações Tradicionais da Póvoa de Varzim.

 

«Póvoa de Varzim, 01.06.2011 - Foi apresentada, ontem à tarde, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a programação das comemorações dos 20 anos da construção da Lancha Poveira do Alto “Fé em Deus” e o sítio oficial do evento na internet.

Luís Diamantino, Vereador do Pelouro da Cultura, explicou que as comemorações “servem para destacar a importância do projecto lançado pelo Município e pelo Clube Naval em 1991. Esta embarcação tradicional foi construída segundo os métodos tradicionais e por isso foi adoptada pelos poveiros como o símbolo da sua terra, contribuindo assim de forma indelével para reforçar a identidade local. No universo das embarcações tradicionais activas, a lancha poveira é uma referência emblemática e por isso a sua presença em encontros nacionais e internacionais de embarcações tradicionais é sempre solicitada e a sua chegada a qualquer porto constitui um momento importante”.

O autarca informou que “ao assinalar os 20 anos de actividade cultural ininterrupta da Fé em Deus, o Município da Póvoa de Varzim pretende destacar: a importância do património marítimo local; o modo como foi desenvolvido o projecto de recuperação da Fé em Deus; o projecto de educação para o património que a actividade regular da Lancha Poveira e da sua tripulação tem permitido levar a cabo sobretudo junto das escolas do concelho e das associações locais; o contributo que o projecto de dinamização da lancha poveira tem dado para o desenvolvimento de uma rede de cultura do mar”.

O Vereador da Cultura revelou que “os eixos de programação das comemorações apostam essencialmente em iniciativas que potenciem a divulgação, a fruição e a valorização da experiência de navegação nesta embarcação tradicional a que Manuel Lopes chamou a «Escola da Memória» ”. Viagens regulares ao longo da costa entre Maio e Setembro, deslocação a cidades costeiras e ribeirinhas que queiram conhecer o projecto da lancha poveira, participação em encontros de embarcações tradicionais, realização do 1º Encontro de Embarcações Tradicionais da Póvoa de Varzim e do II Encontro da Rede Nacional da Cultura do Mar, edição de documentação sobre o projecto de recuperação da lancha poveira e de um livro de contos escrito por José de Azevedo destinado ao público infanto-juvenil de modo a valorizar a cultura do mar junto dos mais novos foram as iniciativas anunciadas por Luís Diamantino, acrescentando que “estamos receptivos a novas propostas para enriquecer na medida do possível este programa comemorativo”.

Manuel Costa, Director da Biblioteca Municipal, apresentou o sítio oficial das comemorações dos 20 anos da construção da Lancha Poveira do Alto “Fé em Deus” na internet, http://web.cm-pvarzim.pt/lanchapoveira/ revelando que “este site tem um carácter noticioso e nele serão difundidas não só actividades que terão lugar na Póvoa de Varzim mas também a nível nacional de modo a contribuir para a divulgação do património marítimo”. Para além da informação actual, este site disponibiliza uma vasta documentação relativa ao historial da Lancha Poveira, quer sobre o seu processo de recuperação quer sobre as suas actividades, desde 1991 até hoje, e sobre a sua tripulação, informou, acrescentando que está também disponível uma extensa bibliografia sobre património marítimo. Em suma, Manuel Costa explicou que o site é um “repositório digital” e espera seja um “bom contributo” para a expansão da cultura marítima.

Estiveram também presentes na sessão, o Almirante Bastos Saldanha, da Sociedade de Geografia de Lisboa, o Capitão Tenente Humberto Rocha, da Capitania da Póvoa de Varzim, Paulo Neves, Presidente do Clube Naval Povoense, a representar as entidades parceiras da Câmara Municipal nas comemorações, e o Mestre da Lancha Poveira, Manuel Agonia.

O Almirante Bastos Saldanha referiu-se ao II Encontro da Rede Nacional da Cultura do Mar que terá lugar na nossa cidade a 2 de Setembro e irá abordar dois grandes temas: “As embarcações tradicionais e como as comunidades podem garantir a sua preservação” e “O desafio da apropriação do mar pelos portugueses. Como é aceite?”.

Saiba mais sobre a “Escola da Memória” em http://web.cm-pvarzim.pt/lanchapoveira/ e acompanhe o programa comemorativo dos 20 anos desta embarcação tradicional poveira.»

 

texto e imagem – Póvoa de Varzim Portal Municipal.

 

Para além de todo o leque de acções até Setembro nestas comemorações, destaco com enorme agrado o 1.º Encontro de Embarcações Tradicionais a realizar na Póvoa. O potencial poveiro na cultura marítima só tem a ganhar com este tipo de encontros que já se realizam desde há alguns anos noutras comunidades. É mais uma etapa das várias que englobam esse trabalho lento e difícil de fazer renascer artes e costumes da “cultura marítima poveira”.



publicado por cachinare às 08:38
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Mais de um ano depois, volto aqui (ao blog), e li ...
é de facto interessante, mas .... o que caracteriz...
Conforme já referi algures, no próximo Sábado, 23 ...
Na verdade, típico é os nossos vizinhos da Póvoa ...
Belo quadro pintado ,dois botes um a vela e outro ...
Outros tempos ,diria mesmo meus tempos de rapaz ,o...
Pois ,nesse estado bem bebido até a sua sombra ele...
Ver está foto, salta-me muitas saudades de ouvir m...
Pescador da Nazaré ,homem do antigamente ,com traj...
Uma das formidáveis pinturas de Almada Negreiros, ...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos