Sexta-feira, 17 de Junho de 2011
Aquele Portugal.

 

 

Descarga da sardinha em Matosinhos, trazida a terra nos cabazes pelas comuns “chalandras”.

 



publicado por cachinare às 12:54
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De Jaime pontes a 20 de Junho de 2011 às 11:57
Tempos que o tempo não acaba .
Anos 40 -50 e 60 ,pesca da sardinha e outros ,nas traineiras de Matosinhos ,como se descarregava o peixe pescado do dia ,era assim ao bordão ,normalmente 3 cabazes de cada vês ,mas as vezes mais eu sei daquilo que falo ,sendo que muitas vezes era de manha até a noite conforme a pesca ,tempo difíceis esses em que as vezes nem tempo se tinha para aviar era o tempo que o tempo não acaba !!!


Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Em primeiro plano, vemos o Estaleiro Naval de mest...
Passei por aqui e, li como é meu costume os comen...
«Na antiga Lota do Peixe (e não roda), as pescadei...
Tal como se poderá observar pela matrícula e pela ...
Gostei muito do seu blog, se quiser ver um pouco m...
Este comentário anónimo. datado de 9 de Setembro ...
Para além deste mar azul e da sua areia dourada, +...
Na verdade, tão belo quanto elucidativo este quadr...
Mas que beleza de foto ou pintura que retrata bem ...
Aproveitando a ocasião, sugiro a todos, pescadores...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos