Sexta-feira, 2 de Dezembro de 2011
Tinha razão, amigo Jaime. Que Alegria!

 

Ainda há um par de horas escrevia assim o amigo Jaime Pião à notícia de ontem sobre o desaparecimento do “Virgem do Sameiro”:


«Bom dia meus amigos e todos que por aqui passem, para dizer que a embarcação Virgem do Sameiro de principio ta equipado com GPS no mínimo dois rádios, um radar e balsa salva vidas, portanto não é por aí que se pode pegar, o barco em causa estaria bem equipado, mas as coisas acontecem, já li e ouvi bastante a respeito da Virgem do Sameiro e com certeza ainda vou ler e ouvir mais, mas uns dizem que o barco mede 12 metros outros 16 metros, eu não sei ao certo, mas isso não está em causa, todos estamos preocupados com o acontecimento, acho que o dia de hoje é primordial se nada for encontrado, então eu prevejo que estão com Deus, mas enquanto houver vida há esperança, nós somos povo de fé, espero que lhes desse tempo abrir a balsa, claro que quem já andou na pesca como é o meu caso, sabe que é difícil, mas não impossível, mas vamos esperar mais este dia, Deus é grande!!!»

 

Que Alegria! Que alegria!

 

Tripulantes de pesqueiro desaparecido encontrados vivos.

 

Encontrados vivos tripulantes do pesqueiro desaparecido.

 

Tripulantes do "Virgem do Sameiro" encontrados vivos.

 

Tripulantes do barco desaparecido encontrados vivos.

 

Figueira da Foz: tripulação encontrada com vida.

 

(ontem) Caxinas em suspenso à espera de um milagre.


tags:

publicado por cachinare às 12:04
link do post | comentar | favorito

6 comentários:
De José Cunha a 2 de Dezembro de 2011 às 13:38
Sim! Quanta alegria!!!!!!!!!!!!


De Maria Araújo a 2 de Dezembro de 2011 às 16:43
Li hoje de manhã a notícia de que foram resgatados com vida.
Sabe que, quando li o nome do barco, veio-me á mente que eles iriam ser salvos?!
Não sei, mas a Virgem do Sameiro, que fica aqui na minha cidade, dá muita força.
Um nome de um barco que foi protegido pela Virgem do Sameiro. Estão salvos e bem, apesar do medo e do frio que passaram-
Parabéns pelo seu artigo neste blogue e pelo destaque nos recortes do Sapo.
Nunca se deve perder a esperança.
A Virgem do Sameiro pretegeu-os.

Maria


De chuva a 2 de Dezembro de 2011 às 19:46
Celebro convosco a alegria pelo dom da vida.
Por eles, homens do mar, pelas famílias, por Caxinas ,... porque os milagres acontecem.
Um forte abraço.


De Jaime pião a 3 de Dezembro de 2011 às 16:14
Pois é , tudo é bom quando acaba em bem .
A motora Virgem do Sameiro tinha acabado de dar o último comunicado e, nunca mais a radio de bordo emitiu mais nenhum , tentaram por muitos meios contactar a dita Motora ,mas nem sinal e se passaram horas angustiantes, até que contactaram as autoridades Marítimas e, logo resolveram procurarem nas redondezas onde se presumia estar a dita Motora, só que se passou mais um dia e mais uma noite e nada nem vestígios ,então o povo começou a tentar adivinhar o que te teria acontecido ,como se de um jogo se tratasse ,os jornais começaram a dar noticias ,depois começou os comentários nos próprios jornais de pessoas que nem sabiam do que se passava ,li alguns comentários que tinham razão de ser ,mas li outros que eram por demais descabidos ,então um era de bradar aos céus ,que dizia assim ... estes já estão a pastar no fundo do mar!!! será que neste caso o jornal de noticias consente tudo que as pessoas escrevem ,mesmo sendo em comentários ?
Então e as pessoas que escrevem também não tem noção e consciência que nem tudo que nos vem ao pensamento se pode falar ou escrever ?
Ninguém é dono da verdade ,mas sejamos responsáveis e realistas naquilo que falamos ou escrevemos .
Como eu escrevi antes ,tudo é bom quando acaba em bem ...DEUS É GRANDE !


De rui amaro a 3 de Dezembro de 2011 às 23:22
Amigo Jaime Pião e António Fangueiro

Tem muita razão são comentários descabidos de verdadeiros bandalhos, e de facto a redacção dos jornais não os devia editar por darem aspecto de estarem a gozar com o sofrimento do próximo.
Pois os pescadores da motora VIRGEM DO SAMEIRO na Graça de Deus já estão em terra firme junto dos seus familiares, que não ganharam para o susto, e há que felicitá-los e a toda instituição e pessoal interveniente nas buscas, sobretudo aos militares do helicóptero, que é um meio de resgate que tem salvo muita gente, não só no mar mas também em terra
Ainda me lembro da tragédia do 2 de Dezembro de 1947 em que pereceram 152 desventurados pescadores de quatro traineiras entre a Aguda e os Molhes de Leixões, que agora acaba de fazer 64 anos, se bem que neste caso com a borrasca e mar que se fazia sentir não havia helicóptero que se aventurasse, e quase que na mesma data ia acontecer uma nova fatalidade marítima, ai para a martirizada Caxinas, que nem poupada é com mortes de pescadores no asfalto, como ocorreu há uns tempos no Alto Minho.
Eu sempre estive confiado que os náufragos fossem encontrados, porque não apareciam vestígios da embarcação, poderia ter sido abalroada por qualquer navio, que não tivesse dado por ela, não seria a primeira vez, ou apanhada por uma volta de mar mais alterosa, que a fizesse submergir com o pessoal quase todo a descansar e outras situações que o amigo Jaime sabe melhor do que eu. Pois deve ter sido como o mestre relatou, abriu água devido a qualquer pancada na vaga ou por bater em corpo flutuante estranho.
Na década de 70 ou mesmo antes, se não estou em erro, no escritório de navegação onde eu trabalhava, a um fim de semana, eu tinha o aparelho VHF em escuta, quando ás tantas ouço uma chamada em tom muito baixo, e um pouco imperceptível, que parecia ser de aparelho da banda do cidadão, em que o mestre pedia auxilio, que se estavam a afundar e os meios de salvamento eram poucos, ainda tentei comunicar com eles, mas nada, e telefonei para a capitania, e disseram que já outras embarcações já iam em socorro, só que ainda estavam muito longe. Já não me recordo se a motora era ai da Povoa ou de Leixões, só sei que as outras motoras, quando lá chegaram à posição indicada, nada encontraram, talvez por dados errados, e lá foram mais uns tantos infelizes.
Eu tenho lido muitos relatos de tripulações de navios estrangeiros e mesmo de Portugueses, que foram torpedeados pelos famigerados submarinos Nazis, na 2ª Guerra Mundial, e andaram nas baleeiras salva-vidas ou jangadas dias e dias à deriva em pleno oceano até serem encontrados ou darem a qualquer praia. Uns conseguiram sobreviver exaustos outros por lá ficaram. E entre muitos houve o caso do lugre MARIA DA GLORIA e em tempo de paz, do n/m JOÃO COSTA.
Olhe boa sorte para os mareantes, nomeadamente ai para os da sua terra, que já basta de sofrerem tanto.
Abraço
Saudações marítimo-entusiásticas
Rui Amaro


De Anónimo a 5 de Dezembro de 2011 às 16:14
Agora, que felizmente toda a tripulação foi salva, será
mais uma boa oportunidade para que as entidades competentes providenciem os meios de segurança, para que estes sejam rigorosamente controlados por quem de direito.
Recordo que em tempos idos alertei para o facto de haver inspecções aos meios de salvamento que eram feitas com hora marcada, no dia tantos de tal, no cais tal.
Ora, acontecia que alguns meios de salvamento eram
pedidos emprestados, para logo após a vistoria serem devolvidos ao verdadeiro proprietário.
Penso que isto pertencia aos tempos que já lá vão !
...Ou não?
O certo é que para além da preparação da tripulação,
haverá sempre algo mais a fazer pela segurança da
vida humana.
Portanto, para além da fiscalização às artes de pesca, feitas no mar, em dias e horas imprevistas, a Armada deverá igualmente fiscalizar rigorosamente todos os meios de segurança no mar.
Depois, tal como diz o povo, não adianta nada chorar sobre o leite derramado.
E de "lágrimas de crocodilo" de permeio,
está o mundo cheio...

Albino Gomes


Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Outros tempos ,diria mesmo meus tempos de rapaz ,o...
Pois ,nesse estado bem bebido até a sua sombra ele...
Ver está foto, salta-me muitas saudades de ouvir m...
Pescador da Nazaré ,homem do antigamente ,com traj...
Uma das formidáveis pinturas de Almada Negreiros, ...
sou de Nazare gostava de saber o meu estorial de 1...
....................COMEMORAÇÕES DO DIA DA MARINHA...
Esta réplica do Vila do Conde, participou em vário...
Pois é exactamente tal como acima se diz.Depois de...
Boa tarde , com respeito a foto aqui presente eu j...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos