Quarta-feira, 12 de Setembro de 2012
Aquele Portugal.

 

A praia de Albufeira, uma das mais afamadas do Algarve, num tempo em que o areal tinha um vasto leque de cores para além da cor da areia ou dos turistas de diferentes latitudes. O dia virá em que os empreendedores turísticos abrirão os olhos e perceberão que os antigos e belíssimos barcos de pesca são imprescindíveis no apelo dos turistas ao litoral.



publicado por cachinare às 13:56
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De Anónimo a 13 de Setembro de 2012 às 18:54
Nos primórdios dos anos 80, ainda passei aqui umas muito agradáveis e ricas férias fazendo praia entre estas "beldades", que tal como demonstra este postal, eram a principal atracção turística d esta e de tantas outras praias portuguesas.
Num destes barcos de Albufeira, em são convívio com os pescadores locais, ainda fui uma vez ao mar largar as redes.
Passados que foram uns tantos anos, ainda lá voltei com uma tripulação de vela do nosso Club Fluvial Vilacondense, que iria competir para aquelas bandas.
Perante a minha decepção ao ver tanto plástico a substituir tão belas embarcações, logo ali jurei para comigo. naquela praia, NUNCA MAIS ! . . .
Recordo o que outrora cantava na Televisão o sr. Feliz e o sr. Contente: Ora diga à gente, diga à gente, como vai este país ?!...
Mas, se isto fosse só em Albufeira . ..
Desgraçadamente, seja em Viana, na Póvoa, ou na Vila, o mal é geral, neste pobre Portugal.
Pena é que não nos apareça outro Marquês de Pombal..
Al bino Gomes

ps: Ente outros, por 25 cêntimos ainda no último Domingo comprei este postal na Festa do Avante.


De Manuel a 24 de Setembro de 2014 às 17:37
Sou filho e neto de pescadores. Na Praia do Carvoeiro já ninguém vai à pesca, os poucos barcos que existem são para passear turistas (metade deles em fibra de vidro), ou para enfeitarem jardins até apodrecerem.

A indústria do turismo é anti-sociedade, na medida em que implica a exploração do homem pelo homem. O egoísmo capitalista está a meter-nos todos num super campo de concentração. Muros, paredes, propriedades privadas e nem um palmo de terra para o pobre... que é quem tem de trabalhar para o rico e arcar com a incompetência dos ricos traidores que nos governam.

Podíamos ser livres! Mas somos escravizados por quem só quer a riqueza material e não se contenta com pouca.


Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Esta réplica do Vila do Conde, participou em vário...
Pois é exactamente tal como acima se diz.Depois de...
Boa tarde , com respeito a foto aqui presente eu j...
Salvo melhor opinião, julgo que esta imagem do gra...
Queria saber Quem deu o nome ao barco
Olá amigo Bino ,tens razão afinal a minha confusão...
Olá amigo Jaime,Tudo bem no teu comentário, except...
Santa Maria Manuela ,um dos três cisnes brancos .J...
Joana tu és filha dá Zuliminha, minha prima, e irm...
Eu sou neta de Salvador Carvalho e filha de Salvad...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos