Domingo, 8 de Junho de 2008
A Lagoa dos Patos – Brasil.

O caro amigo Jorge Fangueiro, habitante do estado do Rio Grande do Sul no Brasil, quase na fronteira com a Uruguai, indicou-me recentemente um dos barcos tradicionais de pesca da região, mais propriamente da Lagoa dos Patos, a 2ª maior da América Latina.

O estuário da Lagoa dos Patos é a área compreendida entre Arambaré e a Barra do Rio Grande e a espécie de maior importância ali pescada é o camarão rosa (farfantepenaeus paulensis), uma espécie típica do Atlântico ocidental que vive preferencialmente em fundos de lodo, lama ou areia-lama. Entre Setembro e Outubro, as larvas do camarão entram na Lagoa dos Patos através da barra de Rio Grande empurradas pela água salgada. Dentro do estuário procura águas quentes e baixas para se enterrar na lama e se desenvolver. Dentro de 25 dias atinge a idade adulta e permanecerá dentro da lagoa até a chegada do frio nos primeiros meses do Outono, quando reiniciará a sua viagem até o oceano.
Os barcos utlizados são a lancha, barco de madeira com capacidade para até 2,5 toneladas de carga, com oito a 12 metros de comprimento e equipado com um motor de popa, o bote, embarcação com até sete metros e capacidade para 1,5 toneladas e a bateira, pequena embarcação sem motor com 5,40 metros de comprimento em média, e capacidade para 700 quilos de carga.
A lei permite apenas o uso da rede aviãozinho para a captura do camarão, sendo proibidas as redes com malha inferior a 24 milímetros e cada pescador pode utilizar um máximo de dez redes.
Na lista apresentada a seguir com termos próprios desta faina, repare-se como são practicamente os mesmos de Portugal apesar de se estar no extremo Sul do Brasil:

Andaina: conjunto formados por redes e calões.
Asejo: saída da Lua e entrada do Sol e vice-versa. É a hora em que o camarão se movimenta.
Aviãzinho: rede utilizada na captura do camarão.
Bateira: pequeno bote usado com remos feitos de bambu.
"Bater rede": limpar a rede.
Calão: pau usado para prender as redes.
Defeso: período compreendido entre maio e outubro, quando a pesca fica proibida na Lagoa dos Patos para reprodução das espécies
Nordeste: vento nordeste considerado o melhor para captura do camarão.
Pesqueiro: local onde a pescaria é encontrada.
Proeiro: empregado, ajudante de pesca.
Rebojo: vento de oeste para sul considerado bom para todas as pescarias.
Remo: vara de bambu usada para impulsionar os barcos.
"Safar rede": recolher o camarão da rede.

O trabalho nos pesqueiros de camarão do estuário da Lagoa dos Patos é pesado. Em média a jornada dos pescadores dura 14 horas, durante as quais é feito apenas um intervalo para o almoço. A maior parte dos 1.300 pescadores da Colônia Z-3 trabalha em lanchas ou botes que também servem de casa durante o tempo que durar a pescaria.
Futuramente espero poder mostrar fotos das bateiras, pois na foto é possível ver uma lancha (com os dois pescadores) de grande dimensão.
 
Baseado num artigo do diário popular.
 


publicado por cachinare às 13:48
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De Pedro Castro a 8 de Junho de 2008 às 13:52
Boa Tarde,
Desde já dou os meus mais sinceros parabéns pelo blog .
Bom fim de semana para ti.
Desde já visita http://castropedro.blogs.sapo.pt/ .
Obrigado


De Gutemberg a 28 de Julho de 2008 às 18:30
Obrigado por publicar um dos meus trabalhos fotográficos. Por sinal, a foto do reflexo é uma das minhas preferidas e foi executada com a utilização de filme, num outono.


Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Esta bela foto retrata bem o que eram os tempos an...
Mais de um ano depois, volto aqui (ao blog), e li ...
é de facto interessante, mas .... o que caracteriz...
Conforme já referi algures, no próximo Sábado, 23 ...
Na verdade, típico é os nossos vizinhos da Póvoa ...
Belo quadro pintado ,dois botes um a vela e outro ...
Outros tempos ,diria mesmo meus tempos de rapaz ,o...
Pois ,nesse estado bem bebido até a sua sombra ele...
Ver está foto, salta-me muitas saudades de ouvir m...
Pescador da Nazaré ,homem do antigamente ,com traj...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos