Domingo, 20 de Julho de 2008
“Timberwind”, o ex-piloto.
O “Timberwind” foi construído em 1931 no Union Wharf em Portland, Maine nos E.U.A.. A sua construção obedeceu aos mais altos requesitos para assegurar o conforto e segurança dos homens que o iriam tripular. Esta escuna foi construída no Maine para serviço no Maine e desde o seu lançamento à água em 1931, nunca abandonou as águas do Maine. Desenhado para transportar pilotos de e para navios à entrada ou saída do porto de Portland, teve uma construção rígida recebendo resistentes cavernas e pranchado em carvalho branco para durabilidade através dos anos de temporais e Invernos gelados do Maine. Aquando do lançamento não possuía gurupés e a cabine principal estava localizada à popa, com um grande porão a meia nau.
O nome original do “Timberwind” foi “Portland Pilot” (foto 1) e serviu como o barco piloto no porto de Portland de 1931 a 1969. O “Portland Pilot” e suas tripulações fizeram face a inúmeras e terríveis nordestadas, quando águas esverdiadas e o spray que vinha a bordo congelava no cordame e tinha de ser desbastado para manter a navegabilidade do navio. Sempre fez frente aos desafios embora num temporal em particular a 16 de Fevereiro de 1958 tenha sofrido a sua única casualidade e pensou-se que também a embarcação estaria perdida. A transferência dos pilotos entre os navios era feita com um dóri.
Durante a II Guerra fez parte da frota de patrulha da Guarda Costeira Americana em Portland passando os pilotos a receber comissões. Depois da guerra recebeu novos motores e o aparelho de vela foi reduzido. Cerca de 1959, o dóri passou a ter motor fora de borda e deixava de se usar os típicos remos.
Nos seus 38 anos de carreira, 24 horas por dia e em todas as condições de tempo o “Portland Pilot” estava de serviço. Quando não se encontrava na estação a 15 milhas da costa, estava na doca em trabalhos e a preparar o próximo turno. Foi finalmente substituído por um barco a motor em aço em 1969.
Em Agosto de 1969, com um possível comprador interessado, foi içado para doca seca onde se teve oportunidade de fazer medições ao navio. O seu estado ainda era excelente. Em 1970 seria então adquirido por um casal privado que iniciaria uma completa transformação da escuna, levando-a para Rockport, Maine, onde lhe foram retirados os motores, tanques e outras maquinarias, deixando-a completamente vazia e pronta a receber as novas acomodações para o fim a que se propunha; escuna com vela de mezena para cruzeiros na costa do Maine. O resultado dos trabalhos seria excelente (fotos 2 e 3).
Os homens que outrora trabalharam nesta escuna costumam vir a Rockport para a ver, embora se surpreendam um pouco com o seu aspecto bem pintado e aparelho de vela mais alto, tão diferente de quando a escuna trabalhava como piloto, mas sabem que por detrás do aspecto é a mesma embarcação e têm imenso gosto em ver que é tão bem cuidada.
É sem dúvida mais um excelente exemplo de dedicação e gosto pelo mar, com todas as recompensas que daqui advêem. 
Tradução baseada no site oficial do “Timberwind”.
Links de interesse:
 
História em imagens: CONSTRUÇÃO - HISTÓRIA 1 - HISTÓRIA 2.
Álbuns de fotos 1 + 2.

tags:

publicado por cachinare às 17:49
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Na verdade, tão belo quanto elucidativo este quadr...
Mas que beleza de foto ou pintura que retrata bem ...
Aproveitando a ocasião, sugiro a todos, pescadores...
Na verdade, tal como diz o Jaime Pontes, esta pose...
Claro que como demonstração tá tal e qual mas ,não...
Tal como se fosse um «filho pródigo», 7 meses depo...
é com orgulho e admiração que leio e recordo este ...
Esta bela foto retrata bem o que eram os tempos an...
Mais de um ano depois, volto aqui (ao blog), e li ...
é de facto interessante, mas .... o que caracteriz...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos