Quinta-feira, 8 de Novembro de 2007
Não se esqueceram de nós.
Num destes dias, enquanto procurava conhecer melhor (virtualmente) St. John´s, o tal ponto de paragem obrigatório para a frota bacalhoeira portuguesa na Terra Nova, descobri que é uma cidade onde existe um certo gosto pelo graffiti. Ora graffiti, toda a gente sabe o que é, mais que não seja porque conspurca literalmente cidades, vilas e até aldeias e não escapam portas de garagem, estátuas, paredes do talho ou bancos de jardim. St. John´s também não escapa, mas curiosamente o que mais vi foi uma variante do graffiti denominada por “murais”. Mural, sendo curto na definição, pode-se dizer que é uma parede a precisar de uma boa pintura nova e em vez de o fazer com duas latas de tinta... usam-se imensas latas de tinta e sai uma pequena obra de arte. Podem ser paisagens, recriações do passado da terra, cartazes publicitários do passado, enfim, fica ao gosto do artista. Pois St. John´s está carregado destes murais por todo o lado, basta entrarem por exemplo aqui em “St. John´s murals” e terão pelo menos quatro páginas deles. De entre eles surgiu um detalhe que apresento no foto acima, um detalhe que realmente demonstra que as gentes de St. John´s não esqueceram os inúmeros navios portugueses da Frota Branca que após a 2ª Guerra, por serem todos brancos ficaram tanto no imaginário da população. Nesta secção do mural (que é enorme), em segundo plano por detrás dos três amigos, estão claramente representados o N-M Inácio Cunha e o N-M Celeste Maria, ambos navios bacalhoeiros de Aveiro, atracados. Li numa qualquer descrição do mural que haverá um terceiro navio ao lado destes, mas não há meio de encontrar uma foto que mostre essa secção. Caso alguém esteja a pensar em tirar umas férias e ir até St. John´s, que não se esqueça de procurar o mural e lhe tirar a foto completa!
Como disse, as gentes são uma coisa e as instituições de fomento cultural são outra. Já li que em St. John´s, muita da população com mais de 35 anos se recorda bem da Frota Branca e de ir ver os navios ao porto. Durante décadas os pescadores portugueses, à sua calorosa maneira deixaram saudades àquela gente, com as suas guitarradas e cantorias, fado, garrafões na mão e jogos de futebol em cima do cais, tudo isto apesar da dureza óbvia da pesca do bacalhau à linha e secalhar por isso as gentes ficavam impressionadas pela maneira de ser do português. É que o cerne da vida não está só nas facilidades e conforto...
No que respeita às entidades culturais... pouco encontro desde que os portugueses deixaram St. John´s em 1974. Parece que o Canadá resolveu não dar importância àquele “factor” de contacto, talvez porque passamos a ser segundo eles um dos culpados pelo desaparecer do bacalhau dos seus bancos de pesca, nós mais as nossas linhas e anzóis. De salientar no reavivar da memória, apenas o que descrevi no post anterior quando o Creoula visitou St. John´s em 98 e as gentes regozijaram. Além disso, conheço o livro editado em 1992 por Priscilla Doel “Port O' Call: Memories of the Portuguese White Fleet in St. John's, Newfoundland”, o qual é extremamente apreciado pois foi o único escrito sobre a Frota Branca “da parte de lá”. Da nossa parte, o Museu Marítimo de Ílhavo é o baluarte em Portugal da Faina Maior e se não fosse ele, muito já teria desaparecido e sido esquecido. Tenta como pode manter a ligação com as terras de Côrte-Real e Lavrador (e não só) e acredito que cada vez terá mais sucesso na sua forma de trabalhar. Considero que temos já um bom número de livros sobre o assunto e alguns vídeos, mas encontrá-los para compra (aos vídeos) é um ver-se-te-havias.

Fica pois... o mural. Foto da autoria de Freedryk



publicado por cachinare às 11:15
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Pois ,nesse estado bem bebido até a sua sombra ele...
Ver está foto, salta-me muitas saudades de ouvir m...
Pescador da Nazaré ,homem do antigamente ,com traj...
Uma das formidáveis pinturas de Almada Negreiros, ...
sou de Nazare gostava de saber o meu estorial de 1...
....................COMEMORAÇÕES DO DIA DA MARINHA...
Esta réplica do Vila do Conde, participou em vário...
Pois é exactamente tal como acima se diz.Depois de...
Boa tarde , com respeito a foto aqui presente eu j...
Salvo melhor opinião, julgo que esta imagem do gra...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos