Quarta-feira, 7 de Janeiro de 2009
Efeitos da Caixa da Memória, mas não só.

Há cerca de 3 semanas atrás, matando saudades pelas ruas da minha terra, Caxinas, deparei-me com as montras duma das suas antigas lojas completamente cobertas com fotos de pescadores da terra, barcos típicos, dóris e navios da pesca do bacalhau, etc. Os meus pais já me haviam falado sobre esta “montra” há uns tempos atrás e mal cheguei a Portugal de imediato fui ver para crer.

Quando a vi, depressa me veio à memória o Museu Marítimo de Ílhavo, o seu papel no reavivar da Epopeia da Pesca do Bacalhau e nela incluída a Caixa da Memória que passou também pelas Caxinas e Póvoa de Varzim e me foi relatada por vários pescadores, tão contentes e orgulhosos por lá terem encontrado a sua foto ou mesmo que não a encontrassem, por terem oportunidade de relembrar aqueles tempos e contar “às gentes de agora” como aquilo era.
Mesmo não tendo oportunidade desta vez de falar com o dono desta loja, foi com grande contentamento que registei este acto, pois denota que afinal a memória da terra, toda ela de mar, é importante para muita gente e é um erro ficar guardada nas gavetas lá de casa, muita dela desaparecendo para sempre.
Abaixo transcrevo uma nota recente do Museu Marítimo de Ílhavo sobre os bons resultados de 2008 e de um futuro que se prevê de sucesso crescente. Note-se que um dos seus maiores focos de atracção foi... um navio “de verdade” atracado. Tal só comprova que os barcos e navios, quando se pode andar dentro deles, ver como tudo funciona e se vivia a bordo, são das atracções maiores do mundo marítimo e como várias vezes escrevo, obriga a que apostemos e recuperemos de uma vez por todas as velhas tradições de construção naval como polo de cultura activa. À popa ou à proa do Navio-Museu Santo André, um dia estará um dos belos veleiros em madeira da Pesca do Bacalhau... e tenho a certeza que navegará.
 
«O Museu Marítimo de Ílhavo fechou o ano de 2008 com um novo record histórico de visitantes: 65.631. Relativamente a 2007, verificou-se um acréscimo de 13.000. Este extraordinário crescimento de públicos, ainda mais se confirma se recordarmos que o melhor ano do Museu em matéria de visitantes foi o de 2005, no qual se registaram 55.600 ingressos. Significa, assim, que em 2008 o MMI superou em mais de 10.000 visitantes a sua melhor marca de sempre.
Esta performance – contrária à tendência da maioria dos museus portugueses – gratifica a estratégia de crescimento sustentável do MMI, definida e apurada durante os últimos anos. Entre 2005 e 2008, o MMI registou um total de 218.864 visitantes, o que corresponde a uma média anual de 54.716, cifra que faz dele um dos museus mais visitados do País.
Dos 65.631 visitantes alcançados em 2008, cerca de 30.000 referem-se ao Navio-Museu Santo André, cuja actividade beneficiou muito das obras de requalificação do Jardim Oudinot efectuadas pela Câmara Municipal de Ílhavo. Comparando os dados referentes a 2008 com os de 2007, verifica-se um crescimento moderado de visitantes no Museu propriamente dito (na ordem dos 3.000) e um crescimento acentuado do público que afluiu ao polo, Navio-Museu Santo André (cerca de 9.000).
Muito gratificantes, estes números sugerem a continuidade e o aperfeiçoamento do projecto cultural do MMI, um projecto cultural centrado numa dinâmica de programação que assenta em abordagens criativas dos patrimónios marítimos representados nas suas colecções.
No sentido de consolidar o projecto museológico e de qualificar as suas práticas, o MMI concluíu na última semana de Dezembro de 2008 a sua candidatura à Rede Portuguesa de Museus. Este esforço da cooperação com outros museus portugueses permitirá consolidar dinâmicas em curso, nomeadamente a partilha de projectos expositivos.
Em 2008, o MMI conheceu, também, um crescimento inédito das suas actividades de extensão. A exposição Caixa da Memória foi acolhida em 5 localidades do litoral português, permitindo ao Museu comunicar o seu projecto e construír públicos.
No sentido de ampliar estas dinâmicas à escala internacional, o MMI acordou com o Museu Marítimo de Roterdão (um dos maiores museus marítimos europeus) realizar uma exposição sobre a pesca transoceânica do bacalhau e os seus narradores, que estará patente no museu holandês durante todo o Verão de 2009. Neste mesmo plano, será celebrado um protocolo de cooperação entre o MMI e o Museu do Mar de Vigo.»
 
Álvaro Garrido – Director do Museu Marítimo de Ílhavo.


publicado por cachinare às 08:12
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De jaimepontes a 17 de Abril de 2009 às 14:25
Pois é o Museu do Mar Ilhavo , está bém retratado com boas explicações e bém delineado ,mas na minha modesta opinião falta o melhor e o melhor são os figurantes ,as copias das pessoas nas suas representações e sem isso para mim o Museu está despido do melhor ,mas é só a minha ópinião ,portanto se um dia «estou a espera » as promessas se cumprirem e se construir o nosso Museu que já tivemos um cá nas Caxinas que fique mais completo do que o que eu vi ém Ilhavo ,um Museu com figurantes nas suas representações séja qual for e onde for o lugar para mim é um Museu e nós cá nas Caxinas temos mais que argumentos desde a pesca dos bacalhaus até as traineiras muitas delas construidas nos nosssos estaleiros ém vila do conde e com a maioria dos mestres serem cá das Caxinas ,com barcos da pesca costeira artesanal e pésca local das Caxinas e uma força grande de pescadores desde o bacalhau até os dias de agora serem cá de Caxinas ,por tudo isto eu junto a minha vóz para exigir o Museu ao pescador Caxineiro «Vila do Conde» J.Pião


Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Outros tempos ,diria mesmo meus tempos de rapaz ,o...
Pois ,nesse estado bem bebido até a sua sombra ele...
Ver está foto, salta-me muitas saudades de ouvir m...
Pescador da Nazaré ,homem do antigamente ,com traj...
Uma das formidáveis pinturas de Almada Negreiros, ...
sou de Nazare gostava de saber o meu estorial de 1...
....................COMEMORAÇÕES DO DIA DA MARINHA...
Esta réplica do Vila do Conde, participou em vário...
Pois é exactamente tal como acima se diz.Depois de...
Boa tarde , com respeito a foto aqui presente eu j...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos