Quinta-feira, 14 de Julho de 2011
O modelo mais recente.

 

Comprimento 14,00m  Boca 3,80m  Pontal 1,77m

 

Embarcação construída em Vila do Conde, foi a primeira adquirida em Portugal pelo meu avô paterno em 1960, após 15 anos na pesca do bacalhau.

Numa altura em que quase não se usavam redes de emalhar na pesca, estas motoras dedicavam-se sobretudo à pesca com trole (aparelhos com centenas de anzóis que permitiam seleccionar o peixe, preservando o ecossistema marítimo... tal como a pesca do bacalhau à linha, entre outras).

O comprimento destes barcos variava entre os 9 e os 14 metros, tinham motor a gasóleo e uma vela auxiliar “poveira” para situações de falha do motor em alto mar, notando-se ainda esses elos ao passado da pesca à vela também nas duas forquetas a bombordo onde poisa uma verga, ou ainda no uso da tradicional “polé” à proa, para alar o aparelho.

Este design de motoras, com influências das galegas de Vigo, Peniche ou Algarve mas muito mais elegante (note-se por exemplo a “popa de leque”), foi um dos desenvolvidos nos estaleiros de Vila do Conde e ali construíram-se dezenas destes barcos entre finais dos anos 40 até meados dos anos 60, na sua maioria destinados ao porto vizinho da Póvoa de Varzim.

Eram barcos de pesca que ainda prendem o olhar, dum tempo em que se construía por dinheiro... mas também por gosto.

 

Modelo elaborado por António Fangueiro © - 2011



publicado por cachinare às 09:14
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Quarta-feira, 25 de Maio de 2011
A preto e branco.

 

Segundo a descrição da foto, este é um batel com pescadores a remar, não diz onde. Pelo menos dois deles são bem novos e repare-se que mal conseguem agarrar no remo, tal a grossura do mesmo. Foi assim que a vida de pescador se iniciou para muitos e muitos e em pouco tempo as mãos transformavam-se em aço, aço que ajudaria a suportar os gelos da Groenlândia.



publicado por cachinare às 18:06
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 4 de Maio de 2011
A preto e branco.

À revessa do barco-de-mar no Furadouro. A forma destes barcos permite colocá-los assim e quando miúdo, lembro-me se brincar debaixo dos pequenos botes e barcos de apoio virados de “barriga para cima” no areal, mas isto na costa Norte. Excelentes "fortalezas protectoras".



publicado por cachinare às 19:20
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 26 de Abril de 2011
A preto e branco.

 

Bonito exemplo da grande e altiva proa destes barcos da costa centro de Portugal. A imponência das culturas marítimas portuguesas, vergonhosamente desaproveitadas por nós próprios que não as conseguimos manter vivas.



publicado por cachinare às 10:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 28 de Março de 2011
Nova edição da Faina Maior.

 

«A Fundação Gil Eannes e a Associação dos Amigos do Museu Marítimo de Ílhavo convidam V. Ex.ª para a apresentação, da 2.ª Edição, do livro "Faina Maior - A Pesca do Bacalhau nos Mares da Terra Nova" de Francisco Marques e Ana Maria Lopes, no dia 1 de Abril de 2011, pelas 17.30, no Navio Hospitas "Gil Eannes", em Viana do Castelo.»

 

O Presidente da Fundação - José Maria Costa

O Presidente da Associação - Aníbal Paião



publicado por cachinare às 09:07
link do post | comentar | favorito

Sábado, 26 de Março de 2011
Nova edição da Faina Maior.

 

A Associação dos Amigos do Museu Marítimo de Ílhavo 

 

tem a honra de convidar V. Ex.ª e Família para a apresentação da 2.ª Edição

 

do livro "Faina Maior - A Pesca do Bacalhau nos Mares da Terra Nova" de

 

Francisco Marques e Ana Maria Lopes,

 

que terá lugar no Pavilhão das Galeotas do Museu de Marinha,

 

no dia 31 de Março de 2011, pelas 18 horas.

 

A apresentação estará a cargo do Comandante Rodrigues Pereira.



publicado por cachinare às 09:51
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 24 de Março de 2011
A preto e branco.

 

«Um dos cultos mais populares e tradicionais de Portugal é o de Nossa Senhora da Lapa. Diz-se que uma menina pastora, muda, encontrou uma imagem da Virgem nos montes (Serra da Lapa) e levou-a para casa. A mãe não ligou à estátua e lançou-a para a lareira. A menina, então falando pela primeira vez na vida, pediu à mãe que não queimasse a imagem. Talvez por isso a estátua da Virgem que está no santuário apresente marcas de queimaduras. Ao subir a serra da Lapa encontramos um dos mais antigos e famosos santuários portugueses, que atrai peregrinos de todo o país. De facto a capela de Nossa Senhora da Lapa foi construída já no século XVII pelos jesuítas, mas o culto é muito anterior, havendo quem o remeta para o século X, quando as investidas dos mouros fizeram com que a população cristã tenha escondido uma imagem da Virgem numa gruta ou "lapa".»



publicado por cachinare às 08:05
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 17 de Fevereiro de 2011
A preto e branco.

 

 

O Ti Alcino Careu, de Espinho, provavelmente junto do seu barco-de-mar.



publicado por cachinare às 09:09
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2011
Nova edição da Faina Maior.

 

O Presidente da Câmara Municipal de Ílhavo e

 

o Presidente da Associação dos Amigos do Museu

 

convidam V. Ex.ª e Família para a apresentação da

 

2.ª Edição do livro "Faina Maior - A Pesca do Bacalhau nos Mares da Terra Nova"

 

de Francisco Marques e Ana Maria Lopes,

 

que terá lugar no próximo dia 19 de Fevereiro de 2011,

 

pelas 16 horas, no Auditório do Museu Marítimo de Ílhavo.

 

Eng. Ribau Esteves

 

(Presidente da Câmara Municipal de Ílhavo)

 

Dr. Aníbal Paião

 

(Presidente da Associação dos Amigos do Museu de Ílhavo)



publicado por cachinare às 16:53
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sexta-feira, 11 de Fevereiro de 2011
A preto e branco.

 

Fotos dos primeiros gasoleiros são muito raras e esta é uma das poucas que conheço. Os gasoleiros foram os primeiros barcos com motor fixo instalado a bordo, na época de transição da vela para o motor, nome este característico do Norte de Portugal, mais especificamente entre Vila do Conde e Póvoa de Varzim. Na Galiza e País Basco essa transição ocorrera logo nas primeiras décadas do séc. XX, e fontes dizem que foi um pescador natural das Caxinas quem primeiro adaptou um motor a bordo na sua catraia, nos anos 50. Motores fora-de-borda já se usavam nas catraias nessa década, mas é então que surgem embarcações como a da foto, de ré cortada. Por certo os habituais comentadores saberão dizer muito mais sobre este assunto.



publicado por cachinare às 08:41
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Segunda-feira, 7 de Fevereiro de 2011
A preto e branco.

 

A provável futura companha de um novo barco de pesca posa para a foto. Antigamente, fazer um novo barco era uma alegria, nos estaleiros, nessa terra e para quem o encomendava, companha, familiares, amigos. O ganha-pão da vida tinha outra forma de ser celebrado.



publicado por cachinare às 08:42
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 24 de Janeiro de 2011
A preto e branco.

 

Este “Ao Gosto dos Filhos” é um exemplo de evolução dos gasoleiros, já com uma casa-do-leme para comandar o barco, e outros melhoramentos na segurança. Uma das dúvidas que tenho é saber a diferença entre “gasoleiro” e “motora”, pois este barco na foto tem já uma proa bem diferente das dos primeiros gasoleiros, barcos de raíz nos barcos de tipologia poveira. Uma pergunta aos entendidos, se a foto mostra realmente um gasoleiro ou uma motora.



publicado por cachinare às 08:28
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

Quarta-feira, 19 de Janeiro de 2011
"A OUTRA GUERRA" - RTP2, 23 de Janeiro, às 21 horas.

 

«A Kintop tem o prazer de informar que o documentário A OUTRA GUERRA, estreado em Outubro no festival Doclisboa, será emitido pela RTP2 no dia 23 de Janeiro (Domingo), às 21 horas.

SINOPSE - Nas décadas de 60 e 70, em plena guerra colonial, os jovens portugueses tiveram de optar entre a guerra ou a pesca do bacalhau. Através de uma viagem, hoje, a bordo do último lugre português da pesca do bacalhau – o Creoula –, três antigos pescadores da grande faina contam as razões das suas escolhas. Recordam as campanhas de seis intermináveis meses nas águas geladas dos bancos da Terra Nova e as duras condições de vida e de trabalho da sua juventude. Um filme realizado por Elsa Sertório e Ansgar Schäfer produzido pela Kintop.»

 

Agradeço a Elsa Sertório esta informação, para todos os interessados neste tema. Mais um documento e registo para a compreensão da nossa história política e marítima.

 

imagem parcial via ultramar.terraweb.biz



publicado por cachinare às 08:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 15 de Dezembro de 2010
A preto e branco.

 

A traineira “Maria do Alívio”. Grande barco ainda do tempo das grandes companhas, onde o trabalho de mãos era o principal.



publicado por cachinare às 08:05
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 1 de Dezembro de 2010
A preto e branco.

 

A traineira “Novo St.º António do Monte”, bem carregada, a entrar no porto de Leixões. 



publicado por cachinare às 08:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 27 de Outubro de 2010
Naufrágio no porto da Figueira da Foz.

  

«Uma traineira naufragou hoje (ontem), terça-feira, de madrugada à saída da barra do porto da Figueira da Foz, com 17 pescadores a bordo, que foram salvos de imediato.

A traineira "Vila de Buarcos", embarcação da pesca da sardinha, tem 27 metros de comprimento e naufragou quando saía para a faina, ao início da madrugada de hoje, pelas 00.20 horas.

"Os 17 pescadores que seguiam a bordo foram salvos de imediato por outras embarcações que saiam da barra [do porto] em companhia", disse, disse à Lusa o comandante do Porto, Malaquias Domingues.

A traineira encontra-se a "cerca de seis ou sete" metros de profundidade, em pleno canal de navegação do porto da Figueira da Foz, impedindo a entrada e saída de outras embarcações, adiantou.

O porto da Figueira encontra-se encerrado desde as 00.20 horas, "impossibilitando, para já, toda a navegação".

"A embarcação está no fundo do canal e já se moveu desde o naufrágio. A barra está encerrada enquanto não se determinar quais os perigos para a navegação, nomeadamente para a comercial", frisou o comandante do Porto.

Segundo Malaquias Domingues o naufrágio não foi resultado do estado do mar ou condições climatéricas adversas mas sim "de uma avaria na embarcação".

"Começou a meter água e afundou-se de imediato", explicou.»

 

via Jornal de Notícias online 26-10-2010

foto da autoria de Miguel Lourenço.

 

Mais uma das clássicas grandes traineiras em madeira que se perdeu. O mais importante foi não haver vítimas. Esta traineira foi construída em 1983 e segundo me informou o autor da foto, "O motivo do naufrágio foi o facto do veio do hélice se ter partido e posteriormente as pás do hélice terem feito um rombo no casco. Talvez um cabo abandonado tenha provocado esta situação."



publicado por cachinare às 08:02
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Tal como se fosse um «filho pródigo», 7 meses depo...
é com orgulho e admiração que leio e recordo este ...
Esta bela foto retrata bem o que eram os tempos an...
Mais de um ano depois, volto aqui (ao blog), e li ...
é de facto interessante, mas .... o que caracteriz...
Conforme já referi algures, no próximo Sábado, 23 ...
Na verdade, típico é os nossos vizinhos da Póvoa ...
Belo quadro pintado ,dois botes um a vela e outro ...
Outros tempos ,diria mesmo meus tempos de rapaz ,o...
Pois ,nesse estado bem bebido até a sua sombra ele...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos