Quinta-feira, 16 de Julho de 2009
A preto e branco.

Triste ou belo? É a questão de difícil resposta sobre estes exemplos do engenho do homem, os barcos e navios. Como várias pessoas mencionam, estas construções adquirem no imaginário de muitos vida própria a partir do dia em que descem à água, já que também se movimentam num meio sempre imprevisível e vivo. Desse modo, ver um pequeno barco ou um enorme navio encalhado na praia dá a simples imagem de um ser marinho que foi atirado para a praia por infortúnio ou velhice. Muitos passaram anos na praia até se desfazerem e eram presença familiar no horizonte da comunidade, de gente que crescia habituada a vê-los ou mesmo a aventurar-se dentro deles.



publicado por cachinare às 08:12
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De JAIME PIÃO a 16 de Julho de 2009 às 14:15
Um esqueleto na praia e era uma vês um veleiro ,que de tão velhinho ficou abandonado e agora esquelético na praia do fim do mundo ou não ,e serve de miradouro para os mirones .
Durante a minha vida por onde passei vi muitos cascos nas praias a apodrecer em especial nas costas de África Moçambique e não só ,mas este da foto aqui registada ,pelo trajo era soberbo dos veleiros antigos que muito admiro pessoalmente é mais um a juntar a muitos que já não se constrói igual ,eram obras de arte ...

comprimentos jaime pontes


De Anónimo a 16 de Julho de 2009 às 15:49
Mas, quiz o destino que o meu mastodonte,
Já velho e cansado, viesse a encalhar,
Na boca da barra e mesmo de fronte,
Daquela janela virada pr'ó Mar.

(canção do Marinheiro do Mar Alto)

Al bino Gomes




Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Desculpe, o bisavô ou tios-avós têm a ver com a Sa...
boa tarde.Só para informar que a fotografia é da a...
meu tataravô era Armeiro ai Na Noruega. Gostaria d...
Meu Caro António FangueiroJulgo que se equivocou a...
Com todos os dados meu amigo Albino ,claro que ouv...
Desta foto guardo bastas recordações ,pois foi nes...
Grato, amigo António Fangueiro! Bem-haja!Grande ab...
Até tu Peixe-Espada, desapareces-te ! . . .Talvez ...
Olá, GraçaMuito obrigada pela partilha da sua hist...
Olá, Ana Paula!Só agora vi este comentário. Sim, s...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos