Terça-feira, 5 de Abril de 2011
A preto e branco.

 

Uma cena de interior numa casa de pescadores poveiros onde se pode reparar nalguns objectos do quotidiano piscatório, como a “polé” encostada ao canto direito. Servia para alar as redes ou linhas de trol, conforme o barco e as artes, dependendo disso o seu tamanho e peso.

 

Imagem do filme: “Ala-Arriba” – José Leitão de Barros, 1942



publicado por cachinare às 08:12
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Uma das mais belas fotos, onde neste mar se espelh...
Hoje, Sábado de Aléluia, aproveito este ensejo par...
Alguém sabe onde posso adquirir este livro????
Estimados gostava de saber até que ponto nos era p...
Caro António Pina, obrigado pela dica. O link foi ...
O outro artigo referido no fianl pelo autor mudou ...
Bela foto na praia da Nazaré.Ontem mesmo, por ocas...
Errado!A madeira para fabricar os barcos nada tinh...
Tal como diz o amigo Jaime Pião, de facto Vila do ...
Nos idos tempos do dr. Salazar, os meus «sapatos» ...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos