Segunda-feira, 28 de Abril de 2008
Arte marítima.
First for Home”  -  Thomas Hoyne
 
O “Ellen C. Burke” era uma escuna de pesca ao eglefim (parente do bacalhau) construída em Essex, Massachusetts no estaleiro de Oxner & Story em 1902. Esta embarcação era um belo exemplo das escunas de proa redonda ou “de colher” desenhadas por Tom McManus, arquitecto naval que desenharia perto de 500 na sua carreira. Embora esta escuna pesasse 70 toneladas, era considerada como sendo uma embarcação pequena. A popa estreita e levantada e convés de curvatura pronunciada eram características típicas de McManus e representavam a viragem no que respeita aos velhos modelos de “clipper”.
O “Ellen C. Burke” envergava cerca de 656 m2 de vela, a qual depois de instalada tinha um custo de cerca de 1.000 dólares e apena durava 2 ou 3 anos. O custo de uma embarcação deste tipo, pronta para o serviço estava entre 9.000 e 15.000 dólares, o que em 1902 era uma enorme soma de dinheiro. O “Ellen C. Burke” teve por porto de abrigo Boston até ser vendido à Gulf Fisheries de Galveston, Texas e nesta pintura é mostrado a dirigir-se já para o mercado depois de uma boa apanha nos Bancos, um grupo de baixios e ilhas submersas que se prolongam desde Nantucket para Leste, passando pela Nova Escócia e Terra Nova por umas 1.000 milhas em direcção à Europa.
No regresso ao porto, os seus dóris visivelmente empilhados e atados ao convés. O dóri em primeiro plano com dois homens ainda a pescar pertence a uma outra escuna ainda “meia-cheia”. Escunas como esta outrora velejaram em grandes frotas de pesca, por vezes mais de 500 ao mesmo tempo ao longo dos Bancos em faina. São parte de uma lenda Americana que passou à memória e que só pode ser recordada em obras de arte como esta, de Thomas Hoyne, entre vários outros artistas.


publicado por cachinare às 18:51
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
boa tarde.Só para informar que a fotografia é da a...
meu tataravô era Armeiro ai Na Noruega. Gostaria d...
Meu Caro António FangueiroJulgo que se equivocou a...
Com todos os dados meu amigo Albino ,claro que ouv...
Desta foto guardo bastas recordações ,pois foi nes...
Grato, amigo António Fangueiro! Bem-haja!Grande ab...
Até tu Peixe-Espada, desapareces-te ! . . .Talvez ...
Olá, GraçaMuito obrigada pela partilha da sua hist...
Olá, Ana Paula!Só agora vi este comentário. Sim, s...
Caro Albino Gomes, Muito obrigada pela partilha!

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos