Sexta-feira, 24 de Abril de 2015
Aquele Portugal.

 

A Nazaré de 1959, e 3 gerações que se fundem.



publicado por cachinare às 20:52
link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De Al bino Gomes a 27 de Abril de 2015 às 17:40
Neste tempo, em 1959, estavanmos no tempo da outra senhora. Então, ainda não havia tempo para amamentação. Depois na maioria dos contratos havia uma hora de manhã e uma hora de tarde, para as operárias darem de mamar aos filhos. Chegou a haver muitos abusos, ao desfrutarem desse tempo, mesmo aquelas que não davam de mamar aos filhos. Umas vezes porque não teriam leite suficiente, outras porque não estariam para «gastar» as maminhas...
Agora, temos esta polémica do Estado em que estamos, a quererem controlar quem dá ou não dá de mamar às criancinhas.
Na minha opinião, todos têm razão, menos quem alinha em tal prevaricação...

Al bino Gomes,


Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Jaime amigo,Hoje, 25 de Maio de 2019, dez anos dep...
Todos os conteudos comentados têm um valor sentime...
Uma das mais belas fotos, onde neste mar se espelh...
Hoje, Sábado de Aléluia, aproveito este ensejo par...
Alguém sabe onde posso adquirir este livro????
Estimados gostava de saber até que ponto nos era p...
Caro António Pina, obrigado pela dica. O link foi ...
O outro artigo referido no fianl pelo autor mudou ...
Bela foto na praia da Nazaré.Ontem mesmo, por ocas...
Errado!A madeira para fabricar os barcos nada tinh...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos