Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017
Arte marítima.

Jack Lorimer Gray - On Misaine Bank 1950

A pesca ao bacalhau nas antigas escunas norte-americanas, aqui no Banco de Misaine, ao largo da Nova Escócia, Canadá.

“On Misaine Bank, 1950” - Jack Lorimer Gray



publicado por cachinare às 21:55
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De jaime pião a 15 de Dezembro de 2017 às 18:04
Mas que beleza de foto ou pintura que retrata bem os tempos das Escunas ou Veleiros bacalhoeiros ,aqui a velejar e passar rente as pedras ,muito perigoso porque de vela dificulta as manobras ,sei daquilo que falo ,mas este quadro aqui exposto diz muito do que era a pesca ao bacalhau ao anzol noutros tempos e, os Canadianos e Americanos e não só sabem bem ,aliás também os Franceses e Ingleses pescaram com dóris ou botes mas foram os Portugueses os últimos a deixar o dóri de um homem só ,porque outros pescadores de outros Países eram dois homens num bote ,mas o bote de dois homens era maior um pouco do que os nossos Portugueses , mas ver destas fotos ou pinturas só me faz bem ,porque trago comigo no sangue o sal e o gelo da pesca do bacalhau ,foram tempos ....


De Albino Gomes a 16 de Dezembro de 2017 às 17:47
Na verdade, tão belo quanto elucidativo este quadro da pesca do bacalhau, trazendo-nos à memória tantos tormentos ali sofridos pelos nossos pescadores de outrora. Aqui teremos uma imagem de uma tentativa de escalar o bacalhau, na medida em que nem as respectivas mesas estão armadas, devido à brisa desencadeada. Tal como se vê, até o «parte-cabeças», tal como normalmente faziam o troteiro e o escalador, estão de cortas voltadas para a proa, e consequentemente ao tempo. Repare-se na balbúrdia daquelas selhas, e dos pescadores olhando de soslaio, na tentativa de medirem a força do mar. Quanto aquela sombra negra, que se vê à direita, julgo ser apenas a sombra da onda, na medida em que com aquele rumo, e o navio aberto por bombordo, só lhe restaria o abalroamento do mesmo. Perdão ao amigo Pião, mas ali houve má interpretação, e consequente confusão... Boas Festas de Natal e Feliz Ano Novo para todo o Povo, nomeadamente de Caxinas e Poça da Barca, sem esquecer o patrono deste excelente blog da futura Fréguesia vilacondense.


Comentar post

mais sobre mim
subscrever feeds
últ. comentários
Gostei e gosto muito de fotos reais como esta e ou...
Caro AmigoSó hoje tive oportunidade de ler sobre "...
Em relação à acima referida «tipologia poveira», ...
Aqui bem perto na Nazaré, correto? Bela fotografia...
Desculpe, o bisavô ou tios-avós têm a ver com a Sa...
boa tarde.Só para informar que a fotografia é da a...
meu tataravô era Armeiro ai Na Noruega. Gostaria d...
Meu Caro António FangueiroJulgo que se equivocou a...
Com todos os dados meu amigo Albino ,claro que ouv...
Desta foto guardo bastas recordações ,pois foi nes...

culturmar

tags

a nova fanequeira de vila chã

ala-arriba

alan villiers

apresentação

aquele portugal

argus

arte marítima

bacalhoeiros canadianos-americanos

bacalhoeiros estrangeiros

bacalhoeiros portugueses

barcos tradicionais

caxinas

cultura costeira

diversos

fotos soltas

galiza

jornal mare - matosinhos

memórias

modelismo naval

multimédia

museus do mar

pesca portuguesa

póvoa de varzim

relatos da lancha poveira "fé em deus"

santa maria manuela

veleiros

vila do conde

todas as tags

Vídeos
links
arquivos